sicnot

Perfil

Mundo

Chineses desenvolvem polígrafo com reconhecimento facial e inteligência artificial

Cientistas chineses desenvolveram um polígrafo que deteta mentiras utilizando tecnologias de reconhecimento facial e inteligência artificial, divulgou hoje a agência de notícias oficial chinesa Xinhua.

Fernando Vergara/AP arquivo

Os investigadores que criaram o polígrafo, da empresa chinesa Cloudwalk (associada à Academia Chinesa de Ciências) e da Universidade Jiaotong de Xangai, afirmam que o seu método é mais fiável que os polígrafos tradicionais, que se baseiam em medições da tensão sanguínea.

O novo detetor de mentiras tem em conta o sexo da pessoa, as suas expressões faciais, o pulso e características de voz através de uma câmara e um sensor que podem funcionar tanto de dia como de noite.

Também é equipado com cinco módulos de reconhecimento: facial, de voz, semântico, morfológico, físico, assim como outro de decisão inteligente.

Desse modo, o polígrafo realiza um estudo da pessoa e, graças à informação acumulada, o seu sistema de inteligência artificial permite analisar os pensamentos e sensações do observado.

"Os polígrafos tradicionais às vezes não funcionam com as pessoas que receberam treino profissional" para mentir, disse Zhou Xi, conselheiro delegado da Cloudwalk e um dos responsáveis do desenvolvimento do dispositivo, em declarações à Xinhua.

Lusa

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.