sicnot

Perfil

Mundo

Quase 50 cidades e duas províncias chinesas em alerta devido à poluição

Quase cinquenta cidades e duas províncias do norte e do leste da China estão em situação de alerta, devido aos elevados níveis de poluição atmosférica, informou hoje a agência oficial Xinhua.

© China Stringer Network / Reut

Várias cidades da província de Shandong (leste) emitiram hoje alertas vermelhos (os mais elevados), e o governo da província de Anhui (leste), lançou um alerta azul (o mais baixo) para toda a região, referiu a Xinhua.

A província de Hebei (noroeste), que rodeia a capital, e a cidade de Tianjin (noroeste) estão desde terça-feira em alerta vermelho, o que as obriga a limitar a circulação de veículos e a suspender as aulas.

Pequim saiu terça-feira do estado de alerta vermelho, decretado pelas autoridades no sábado, mas a cidade continua coberta por uma densa neblina tóxica.

Ainda que em Pequim a concentração de partículas sólidas PM2,5 (as mais pequenas e prejudiciais à saúde) tenha diminuído durante algumas horas, chegou a superar os 350 microgramas por metro cúbico, segundo medições da Embaixada dos EUA na China.

Níveis perigosos de poluição têm sido uma constante no noroeste da China nos últimos 15 dias, com a cidade de Tianjin a enfrentar o problema há 25 dias.

Lusa

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".

  • O regresso a casa depois do incêndio no Sardoal
    2:43
  • Cerca de 20 mil portugueses vivem em Barcelona
    1:44