sicnot

Perfil

Mundo

Baixar tensão "normal" pode salvar milhões de vidas

Milhões de vidas podem ser salvas se as pessoas em risco de ataque cardíaco ou AVC forem tratadas com medicamentos para baixar a tensão arterial, mesmo que apresentem valores de tensão normais, indica um estudo hoje divulgado.

(REUTERS/ ARQUIVO)

A hipertensão arterial, principal causa de doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais (AVC) afeta mais de mil milhões de pessoas no mundo e mata cerca de 9,4 milhões por ano.

Os benefícios de diminuir uma pressão arterial elevada já são conhecidos, mas permanece a incerteza quanto às vantagens de tratar as pessoas com pressão sanguínea mais baixa, mas afetadas por outras patologias (renais, diabetes, antecedentes cardíacos, entre outras)

Cada redução de 10 mmHg (milímetro de mercúrio) de pressão arterial sistólica (o primeiro valor, mais elevado, da tensão) reduz o risco de ataque cardíaco em um quinto, o de AVC e insuficiência cardíaca em um quarto, e o de morte em 13%, segundo o estudo que se baseou em 123 ensaios publicados entre 1966 e julho de 2015, relativos a mais de 600 mil pessoas.

Os "resultados mostram claramente que o tratamento da pressão arterial, a fim de a baixar para um nível inferior ao atualmente recomendado, pode reduzir consideravelmente a incidência de doenças cardiovasculares e potencialmente salvar milhões de vidas", estimou o professor Kazem Rahim, da Universidade de Oxford, responsável pelo estudo publicado na revista médica britânica The Lancet.

"Os nossos resultados apontam para uma recomendação da redução da pressão arterial sistólica para menos de 130 mmHg (13)", indicam os investigadores, que defendem o tratamento de todos os pacientes em risco de crise cardíaco ou AVC, independentemente da pressão arterial que apresentarem no início do tratamento.

Os cientistas apelam a uma revisão urgente das atuais diretivas sobre pressão arterial, incluindo as emitidas pela Sociedade Europeia de Hipertensão que recentemente aliviou as metas de tensão arterial que se situavam em 130/85 mmHg (correspondentes a 13/8,5 em linguagem corrente), elevando-as para 140/90 (14/9) e até um pouco acima para as pessoas mais idosas.

Segundo a American Heart Association, uma pressão "normal" é inferior a 120/80 e torna-se elevada a partir de 140/90.

"Uma vez que o abaixamento da tensão arterial parece seguro e benéfico para os pacientes, não há qualquer razão para que não se aplique aos que estão em alto risco" de complicações cardiovasculares, considerou Stéphane Laurent, da Université Paris Descartes) num comentário que acompanha o artigo.

Destaca, no entanto, que o estudo não avalia o efeito dos "cocktails" terapêuticos anti-hipertensores, que são cada vez mais prescritos.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.