sicnot

Perfil

Mundo

Dois birmaneses condenados à morte por homicídio de dois turistas na Tailândia

Um tribunal na Tailândia condenou hoje dois birmaneses à morte depois de os declarar culpados dos homicídios de dois turistas britânicos quando estes estavam de férias na Tailândia em setembro de 2014, após um julgamento controverso.

© Athit Perawongmetha / Reuters

"Os dois acusados são culpados de homicídio e condenados à pena de morte", disse o juiz, acrescentando que eles também foram "condenados por violação e conspiração para ocultar o crime".

David Miller, de 24 anos, e Hannah Witheridge, de 23, foram encontrados mortos numa praia da ilha de Koh Tao a 15 de setembro do ano passado.

No início da investigação, a polícia questionou vários funcionários de um local de entretenimento na ilha, incluindo a família de um chefe local, encontrar os culpados.

No início de outubro de 2014, a polícia da Tailândia deteve três migrantes birmaneses suspeitos de terem assassinado os jovens turistas britânicos, dos quais dois admitiram o crime.

No entanto, os dois homens -- Zaw Lin e Win Zaw - disseram posteriormente que tinham sido torturados para confessar os crimes.

Andy Hall, ativista da Rede pelos Direitos dos Trabalhadores Migrantes (MWRN, na sigla em inglês), disse à Efe que os advogados dos acusados, Zaw Lin e Win Zaw Tun, ambos de 22 anos, vão recorrer do veredito do tribunal na ilha vizinha de Koh Samui.

"Não concordamos com a decisão e vamos recorrer. Ocorreram muitos problemas, falta de provas... O juiz não conseguiu provar a culpa, na nossa opinião", disse Hall, que prestou assistência aos acusados desde o início do processo.

O ativista disse que os dois trabalhadores migrantes birmaneses estão tranquilos e mantêm a esperança de ver reconhecida a sua inocência, no recurso que deverá realizar-se nos próximos 30 dias.

Koh Tao, que nos anos 1930 e 1940 alojava uma prisão para prisioneiros políticos, é um dos destinos mais populares da Tailândia.

As autoridades tailandesas acusam com frequência imigrantes birmaneses e cambojanos de cometerem crimes no país, onde constituem uma grande força laboral.

A polícia insistiu, porém, que não iria procurar um 'bode expiatório', apesar de estar sob forte pressão para apresentar resultados sobretudo depois de críticas de que não terá sido diligente nas investigações iniciadas após a descoberta dos corpos.

Lusa

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.