sicnot

Perfil

Mundo

Japão investiga informações sobre alegado rapto de jornalista na Síria

O governo do Japão disse hoje que estava a investigar o alegado rapto de um jornalista japonesa na Síria por um grupo armado, depois de dois repórteres nipónicos terem sido decapitados no início do ano.

© Toru Hanai / Reuters

A organização internacional Repórteres Sem Fronteiras disse que Jumpei Yasuda, um jornalista freelance foi raptado em julho quando atravessou a fronteira do país e que continuava desde então refém do grupo, cujo nome não foi revelado.

Questionado sobre o assunto num encontro com a imprensa, o ministro-porta-voz do Executivo nipónico, Yoshihide Suga, escusou-se a confirmar a informação, mas sublinhou que o governo tinha o dever de garantir a segurança dos cidadãos japoneses e que estava a recorrer a vários canais, sem, contudo, avançar detalhes.

No início deste mês, o primeiro-ministro nipónico, Shinzo Abe, criou uma nova unidade para recolher e analisar informação sobre o terrorismo global focada em quatro áreas, incluindo o Médio Oriente.

A RSF disse na terça-feira que o grupo armado tinha começado uma contagem decrescente para o pagamento de um resgate pela libertação de Jumpei Yasuda, "sob pena de o executarem ou vender para outro grupo terrorista".

Num vídeo divulgado em janeiro, militantes do grupo radical Estado Islâmico disseram que tinham decapitado o jornalista nipónico Kenji Goto, uma semana depois de o grupo também ter reivindicado a responsabilidade pela morte do também nipónico empresário Haruna Yukawa.

Lusa

  • "Sobre este pântano, não é possível jogar futebol seriamente na próxima época"
    4:46

    Opinião

    David Borges esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, da SIC Notícias, onde analisou as acusações do FC Porto ao Benfica, no caso dos e-mails. O comentador da SIC disse que falta saber se "tudo é verdade" e se os documentos são verdadeiros, o que compete ao Ministério Público apurar. David Borges defendeu ainda que era "bom" que a investigação decorresse de forma rápida e profunda; e não acredita que perante a polémica, se consiga jogar "futebol seriamente", na próxima época.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Trump volta a garantir que não tentou interferir na investigação do FBI
    0:17

    Mundo

    O Presidente dos EUA reitera que não tentou interferir na investigação do FBI em relação às alegadas interferências da Rússia nas eleições presidenciais. Questionado sobre as gravações das conversas que manteve com o ex-diretor da polícia de investigação, James Comey, Donald Trump prometeu esclarecimentos num futuro breve.

  • "A informação pode ter saído depois da hora do exame de Português"
    1:19

    País

    O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais diz que é preciso aguardar pelas conclusões do relatório sobre a alegada fuga de informação do exame nacional de Português. Jorge Ascensão defende que a investigação deve causar o mínimo de impacto aos alunos que realizaram a prova.