sicnot

Perfil

Mundo

Japão investiga informações sobre alegado rapto de jornalista na Síria

O governo do Japão disse hoje que estava a investigar o alegado rapto de um jornalista japonesa na Síria por um grupo armado, depois de dois repórteres nipónicos terem sido decapitados no início do ano.

© Toru Hanai / Reuters

A organização internacional Repórteres Sem Fronteiras disse que Jumpei Yasuda, um jornalista freelance foi raptado em julho quando atravessou a fronteira do país e que continuava desde então refém do grupo, cujo nome não foi revelado.

Questionado sobre o assunto num encontro com a imprensa, o ministro-porta-voz do Executivo nipónico, Yoshihide Suga, escusou-se a confirmar a informação, mas sublinhou que o governo tinha o dever de garantir a segurança dos cidadãos japoneses e que estava a recorrer a vários canais, sem, contudo, avançar detalhes.

No início deste mês, o primeiro-ministro nipónico, Shinzo Abe, criou uma nova unidade para recolher e analisar informação sobre o terrorismo global focada em quatro áreas, incluindo o Médio Oriente.

A RSF disse na terça-feira que o grupo armado tinha começado uma contagem decrescente para o pagamento de um resgate pela libertação de Jumpei Yasuda, "sob pena de o executarem ou vender para outro grupo terrorista".

Num vídeo divulgado em janeiro, militantes do grupo radical Estado Islâmico disseram que tinham decapitado o jornalista nipónico Kenji Goto, uma semana depois de o grupo também ter reivindicado a responsabilidade pela morte do também nipónico empresário Haruna Yukawa.

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagas as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.