sicnot

Perfil

Mundo

Um dos vencedores do El Gordo é imigrante salvo pela Guarda Costeira

Um vencedor da lotaria de Natal em Espanha foi um senegalês desempregado, salvo há oito anos pela Guarda Costeira espanhola, depois de uma arriscada viagem de Marrocos num barco de madeira sobrelotado, informou hoje a imprensa local. Ganhou 400 mil euros.

Um dos vencedores do El Gordo é imigrante salvo pela Guarda Costeira

Um dos vencedores do El Gordo é imigrante salvo pela Guarda Costeira

CARLOS BARBA

Identificado apenas pelo seu primeiro nome, Ngame, o homem é um dos possuidores das 1.600 frações do bilhetes com o número vencedor, adiantou o diário regional La Voz de Almeria.

Os bilhetes foram vendidos na cidade de praia Roquetas de Mar, na província sulista de Almeria, onde o homem de 35 anos vive com a esposa, que o acompanhou na travessia para Espanha.

"Ainda não acredito nisto. Posso dizer-vos que em alguns dias nós não tínhamos cinco euros entre os dois", afirmou Ngame ao jornal, que publicou a sua fotografia a segurar a fração do bilhete premiado.

Ngame e a esposa chegaram há oito anos à ilha de Tenerife, que pertence ao arquipélago das Canárias, no Oceano Atlântico, frente às costas marroquinas.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Samsung vai vender modelos reparados do Galaxy Note 7

    Economia

    A Samsung Electronics anunciou hoje que vai vender e alugar telemóveis reparados do modelo Galaxy Note 7 depois de no ano passado a empresa ter decidido suspender a respetiva produção devido a incêndios nas baterrias de íon-lítio.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.