sicnot

Perfil

Mundo

Dois detidos na Indonésia por alegado plano de atentado para o Ano Novo

Dois homens, incluindo um indivíduo da minoria muçulmana uigur, foram detidos na Indonésia por alegadamente estarem envolvidos num plano para levar a cabo um atentado em Jacarta no Ano Novo, informou hoje a polícia do país.

© Antara Photo Agency / Reuters

A polícia deteve um indonésio, chamado Arif Hodayatullah, perto da capital por conduzir um carro sem matrícula e descobriu diversos livros com instruções para fazer bombas no interior do veículo, segundo um documento a que a AFP teve acesso.

Uma unidade antiterrorismo realizou uma rusga em Java, onde deteve um uigur, identificado como Alli, e apreendeu um colete para explosivos e materiais para produzir uma bomba.

"Descobrimos o plano (onde o ataque iria ser levado a cabo), mas só descobrimos um, precisamos de continuar a investigar mais", disse o porta-voz da polícia, Anton Charliyan na noite de quinta-feira.

Na segunda-feira a polícia em Java deteve cinco suspeitos de uma célula ligada ao grupo radical Estado Islâmico, e quatro de outra ligada à rede do Jemaah Islamiyah, à qual é atribuída a responsabilidade pela maioria dos ataques na Indonésia.

O país destacou mais de 150.000 militares e polícias durante o período do Natal e Ano Novo e reforçou a segurança nos aeroportos depois de uma ameaça dirigida a um aeroporto que serve Jacarta.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38