sicnot

Perfil

Mundo

PSOE só negociará à esquerda se se excluir referendo da Catalunha

O secretário-geral do PSOE, Pedro Sanchez, inviabilizará qualquer projeto do Podemos sobre a divisão territorial de Espanha e defendeu, se vier a formar Governo, um pacto de governabilidade que exclua um referendo sobre a autodeterminação da Catalunha.

Daniel Ochoa de Olza

Numa entrevista publicada hoje no diário espanhol El Pais, Sanchez disse que tem por objetivo "unir" o PSOE num "pacto das esquerdas", mas desde que "se respeite a integridade territorial" de Espanha, dando indicações de que não votará favoravelmente um Governo do Partido Popular (PP) liderado por Mariano Rajoy, vencedor das eleições de 20 deste mês.

"Nunca negociarei nada que afete a integridade territorial de Espanha", sublinhou o líder socialista espanhol, indicando que já comunicou essa decisão ao secretário-geral do Podemos, Pablo Iglésias.

Sanchez advertiu que se Iglésias quiser abordar a questão, os dois nunca chegarão a um acordo e ficará assim bloqueada qualquer possibilidade de entendimento.

Os limites para dar início a negociações com outras forças políticas serão apresentados no Comité Federal do PSOE, marcado para segunda-feira, embora esteja prevista para hoje uma reunião informal com os dirigentes regionais com o intuito de reforçar esse consenso.

Vários "barões" do PSOE, nomeadamente os da Andaluzia, Castilha-La Mancha ou Estremadura, manifestaram-se já contra a possibilidade de Sanchez se apoiar no Podemos, que exige o referendo na Catalunha, para formar Governo no caso de o presidente do executivo em funções, Mariano Rajoy, não o conseguir formar.

Lusa

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.