sicnot

Perfil

Mundo

PSOE só negociará à esquerda se se excluir referendo da Catalunha

O secretário-geral do PSOE, Pedro Sanchez, inviabilizará qualquer projeto do Podemos sobre a divisão territorial de Espanha e defendeu, se vier a formar Governo, um pacto de governabilidade que exclua um referendo sobre a autodeterminação da Catalunha.

Daniel Ochoa de Olza

Numa entrevista publicada hoje no diário espanhol El Pais, Sanchez disse que tem por objetivo "unir" o PSOE num "pacto das esquerdas", mas desde que "se respeite a integridade territorial" de Espanha, dando indicações de que não votará favoravelmente um Governo do Partido Popular (PP) liderado por Mariano Rajoy, vencedor das eleições de 20 deste mês.

"Nunca negociarei nada que afete a integridade territorial de Espanha", sublinhou o líder socialista espanhol, indicando que já comunicou essa decisão ao secretário-geral do Podemos, Pablo Iglésias.

Sanchez advertiu que se Iglésias quiser abordar a questão, os dois nunca chegarão a um acordo e ficará assim bloqueada qualquer possibilidade de entendimento.

Os limites para dar início a negociações com outras forças políticas serão apresentados no Comité Federal do PSOE, marcado para segunda-feira, embora esteja prevista para hoje uma reunião informal com os dirigentes regionais com o intuito de reforçar esse consenso.

Vários "barões" do PSOE, nomeadamente os da Andaluzia, Castilha-La Mancha ou Estremadura, manifestaram-se já contra a possibilidade de Sanchez se apoiar no Podemos, que exige o referendo na Catalunha, para formar Governo no caso de o presidente do executivo em funções, Mariano Rajoy, não o conseguir formar.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.