sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 58 feridos no Afeganistão e Paquistão devido a sismo de magnitude 6,2

Pelo menos 58 pessoas ficaram feridas -- 46 no Paquistão e 12 no Afeganistão -- devido ao sismo registado na sexta-feira com epicentro no nordeste afegão, sem que tenham sido reportadas vítimas mortais, disseram hoje fontes oficiais.

ARSHAD ARBAB

"Doze pessoas ficaram feridas esta noite no centro da província de Nangarhar (leste)", disse o porta-voz do governador provincial afegão, Atullah Khogyanai, referindo que quatro dos feridos se encontravam em estado crítico.

O porta-voz do Ministério de Gestão de Desastres afegão, Omar Mohammadi, disse que "apenas quatro casas ficaram destruídas no distrito de Tala wa Bargak da província nortenha de Baghlan, mas sem vítimas", escreve a agência Efe.

No vizinho Paquistão, um porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres da província de Khyber Pakhtunkhwa (noroeste), Latif ur Rehman, sublinhou que não há informação sobre eventuais mortos, mas que "foram reportadas 38 pessoas feridas em Peshawar e oito em Hangu devido à derrocada de tetos e paredes em casas de barro".

O sismo, de magnitude 6,2, foi registado no nordeste do Afeganistão, perto da fronteira com o Paquistão e o Tadjiquistão, anunciou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

O abalo, com epicentro a cerca de 280 quilómetros a nordeste da capital afegã, Cabul, registou-se na sexta-feira às 23:44 locais (19:14 em Lisboa).

Informações divulgadas por agências internacionais referem que o sismo fez abanar edifícios na capital paquistanesa, Islamabad, havendo utilizadores da rede social Twitter residentes em Nova Deli que afirmam ter sentido o abalo.

Em outubro, um terramoto de magnitude 7,5 fez-se sentir em todo o Paquistão e no Afeganistão, causando cerca de 400 mortos.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.