sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 58 feridos no Afeganistão e Paquistão devido a sismo de magnitude 6,2

Pelo menos 58 pessoas ficaram feridas -- 46 no Paquistão e 12 no Afeganistão -- devido ao sismo registado na sexta-feira com epicentro no nordeste afegão, sem que tenham sido reportadas vítimas mortais, disseram hoje fontes oficiais.

ARSHAD ARBAB

"Doze pessoas ficaram feridas esta noite no centro da província de Nangarhar (leste)", disse o porta-voz do governador provincial afegão, Atullah Khogyanai, referindo que quatro dos feridos se encontravam em estado crítico.

O porta-voz do Ministério de Gestão de Desastres afegão, Omar Mohammadi, disse que "apenas quatro casas ficaram destruídas no distrito de Tala wa Bargak da província nortenha de Baghlan, mas sem vítimas", escreve a agência Efe.

No vizinho Paquistão, um porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres da província de Khyber Pakhtunkhwa (noroeste), Latif ur Rehman, sublinhou que não há informação sobre eventuais mortos, mas que "foram reportadas 38 pessoas feridas em Peshawar e oito em Hangu devido à derrocada de tetos e paredes em casas de barro".

O sismo, de magnitude 6,2, foi registado no nordeste do Afeganistão, perto da fronteira com o Paquistão e o Tadjiquistão, anunciou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

O abalo, com epicentro a cerca de 280 quilómetros a nordeste da capital afegã, Cabul, registou-se na sexta-feira às 23:44 locais (19:14 em Lisboa).

Informações divulgadas por agências internacionais referem que o sismo fez abanar edifícios na capital paquistanesa, Islamabad, havendo utilizadores da rede social Twitter residentes em Nova Deli que afirmam ter sentido o abalo.

Em outubro, um terramoto de magnitude 7,5 fez-se sentir em todo o Paquistão e no Afeganistão, causando cerca de 400 mortos.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.