sicnot

Perfil

Mundo

Argentina atingida pelas piores cheias em décadas

O Presidente da Argentina, Mauricio Macri, visitou este domingo a cidade de Concordia para se encontrar com os residentes desalojados pelas cheias, que foram descritas por especialistas como "as mais severas da última metade do século".

Chuvas torrenciais causaram pelo menos seis mortos em diferentes locais.

Chuvas torrenciais causaram pelo menos seis mortos em diferentes locais.

PRENSA MUNICIPIO CONCORDIA HANDOUT

Concordia, a cerca de 430 quilómetros a nordeste da capital Bueno Aires, na província de Entre Rios, foi uma das cidades mais atingidas pelas cheias na Argentina.

Macri também liderou a reunião de um "comité de crise", convocada para dar resposta à situação de emergência desencadeada pelas cheias.

Meteorologistas têm vindo a advertir que este ano o fenómeno El Niño conduziria a incidentes climáticos extremos na América Latina.

Chuvas torrenciais causaram pelo menos seis mortos em diferentes locais.

O Paraguai tem sido o país mais atingido até ao momento, tendo cerca de 100 mil pessoas tiveram de abandonar as suas casas, em particular, na capital Assunção.

O Brasil e o Uruguai também foram afetados.

Lusa

  • Cheias na América do Sul já obrigaram mais de 140 mil pessoas a abandonar as casas
    0:36

    Mundo

    As cheias na América do Sul já obrigaram mais de 140 mil pessoas a abandonar as casas. O Paraguai, a Argentina, o Uruguai e o Brasil estão a ser atingidos por tempestades que já inundaram milhares de quilómetros quadrados de campos e cidades e fizeram com que os rios transbordassem e ultrapassassem, em muito, as margens. O governo do Paraguai, o país mais atingido, já declarou o estado de emergência em sete regiões e diz que, para já, é impossível contabilizar os mortos e os danos materiais que o mau tempoe está a causar. Os meteorologistas dizem que a culpa é do El Niño, que está a ser o mais extremo dos últimos 15 anos.

  • Ronaldo dispensado da seleção para ir conhecer os filhos

    Taça das Confederações

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou em comunicado que Cristiano Ronaldo foi dispensado da Taça das Confederações "para que possa conhecer os seus filhos". Numa mensagem no Facebook, o jogador mostrou-se sensibilizado com a decisão da Federação, acrescentando ainda que está "muito feliz por poder, finalmente, estar com os (...) filhos pela primeira vez".

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35