sicnot

Perfil

Mundo

Argentina atingida pelas piores cheias em décadas

O Presidente da Argentina, Mauricio Macri, visitou este domingo a cidade de Concordia para se encontrar com os residentes desalojados pelas cheias, que foram descritas por especialistas como "as mais severas da última metade do século".

Chuvas torrenciais causaram pelo menos seis mortos em diferentes locais.

Chuvas torrenciais causaram pelo menos seis mortos em diferentes locais.

PRENSA MUNICIPIO CONCORDIA HANDOUT

Concordia, a cerca de 430 quilómetros a nordeste da capital Bueno Aires, na província de Entre Rios, foi uma das cidades mais atingidas pelas cheias na Argentina.

Macri também liderou a reunião de um "comité de crise", convocada para dar resposta à situação de emergência desencadeada pelas cheias.

Meteorologistas têm vindo a advertir que este ano o fenómeno El Niño conduziria a incidentes climáticos extremos na América Latina.

Chuvas torrenciais causaram pelo menos seis mortos em diferentes locais.

O Paraguai tem sido o país mais atingido até ao momento, tendo cerca de 100 mil pessoas tiveram de abandonar as suas casas, em particular, na capital Assunção.

O Brasil e o Uruguai também foram afetados.

Lusa

  • Cheias na América do Sul já obrigaram mais de 140 mil pessoas a abandonar as casas
    0:36

    Mundo

    As cheias na América do Sul já obrigaram mais de 140 mil pessoas a abandonar as casas. O Paraguai, a Argentina, o Uruguai e o Brasil estão a ser atingidos por tempestades que já inundaram milhares de quilómetros quadrados de campos e cidades e fizeram com que os rios transbordassem e ultrapassassem, em muito, as margens. O governo do Paraguai, o país mais atingido, já declarou o estado de emergência em sete regiões e diz que, para já, é impossível contabilizar os mortos e os danos materiais que o mau tempoe está a causar. Os meteorologistas dizem que a culpa é do El Niño, que está a ser o mais extremo dos últimos 15 anos.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.