sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 40 mortos nos EUA devido à passagem de tornados

Os tornados e tempestades que atravessaram o sul e o centro dos EUA provocaram mais de 40 mortos depois de 11 pessoas terem morrido na noite de sábado na zona de Dallas, indicaram as autoridades norte-americanas citadas pelos media.

© Marvin Gentry / Reuters

Oito pessoas morreram em Garland, no nordeste da área metropolitana de Dallas, num múltiplo acidente de viação causado por um tornado em que estiveram envolvidas 12 viaturas.

As outras três mortes registaram-se no condado de Collin, também a nordeste de Dallas: duas pessoas em Copeville quando um tornado arrasou a gasolineira onde se encontravam, e um menor em Blue Ridge sem que tenham sido divulgados mais detalhes.

As tempestades no norte do Texas foram as mais recentes de uma cadeia de incidentes climáticos inusuais ocorridos antes do Natal nos Estados Unidos, que já tinham causado 18 mortos no Arkansas, Mississippi e Tennessee.

Além disso, outras 11 pessoas perderam a vida devido às inundações provocadas pelas intensas chuvas no Illinois e no Missouri.

A passagem dos tornados por Garland deixou uma paisagem devastadora com cerca de 600 casas destruídas ou danificadas, e seis dezenas de feridos.

"Foi uma destruição total no dia depois do Natal, é horrível", disse Pedro Barineau, porta-voz da Polícia de Garland em conferência de imprensa.

As autoridades procuram pessoas encurraladas sob os escombros ainda que não haja informações sobre desaparecidos, recomendando aos habitantes da zona que saiam de casa.

O tornado que atingiu Garland foi classificado pelos meteorologistas como EF4 -- numa escala de seis níveis em que EF5 é o máximo --, com ventos que alcançaram até 320 quilómetros por hora.

Desconhece-se ainda que o número de tornados que afetou a zona, apesar de as autoridades terem emitido cerca de 40 alertas durante a noite de sábado.

Além de dois tornados no Texas, no sábado registaram-se inundações em San Luis (Missouri) no sul de Ohio e em Oklahoma.

Lusa

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.