sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 50 milhões de árvores da Califórnia ameaçadas pela seca

Um estudo publicado na segunda-feira indica que até 58 milhões de árvores de grande porte na Califórnia estão sob ameaça devido à seca que atinge o estado norte-americano desde 2011.

reuters

Mesmo que o fenómeno climático El Niño provoque mais precipitação, as florestas da Califórnia podem sofrer uma mudança irreversível.

Além da falta de água, as elevadas temperaturas e um inseto destrutivo também aumentam o risco, refere o estudo publicado na Proceedings da Academia Nacional de Ciências.

"A Califórnia depende das suas florestas para abastecimento de água e armazenamento de carbono, bem como de produtos de madeira, turismo e recreação, pelo que são tremendamente importantes ecológica, económica e culturalmente", escreveu Greg Asner, um especialista em ecologia na Carnegie Institution.

"A seca coloca as florestas sob um enorme perigo, uma situação que pode causar mudanças a longo prazo nos ecossistemas e ter impacto nos habitats animais e na biodiversidade", acrescentou.

Os investigadores descobriram que cerca de 10,6 milhões de hectares de floresta -- ou até 888 milhões de árvores de grande porte, incluindo as famosas sequoias, têm sofrido grande escassez de água desde 2011.

Destas, até 58 milhões de árvores sofreram um défice de água classificado como extremamente ameaçador para a 'saúde' da floresta a longo prazo

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19