sicnot

Perfil

Mundo

Taxistas de São Paulo protestam contra consulta pública sobre a Uber

Os taxistas de São Paulo, a maior cidade do Brasil, protestaram hoje contra a proposta da autarquia para realizar uma consulta pública sobre o modelo de transporte individual, que inclui a regulamentação da aplicação Uber.

(arquivo)

(arquivo)

MARIO CRUZ; M\303\201RIO CRUZ

Dezenas de taxistas bloquearam o acesso à sede administrativa do Governo municipal de São Paulo, quando aquele anunciava em conferência de imprensa a consulta pública para debater o serviço.

Vários taxistas chegaram a agredir jornalistas e lançaram bombas de fumo para evitar a ação policial que, por fim, conseguiu desbloquear uma das mais centrais avenidas de São Paulo.

O Governo municipal iniciou hoje uma consulta pública pela Internet para a população dar sugestões sobre a regulamentação do modelo de transporte individual.

Em outubro, a autarquia já tinha regulamentado o funcionamento de uma nova categoria de táxis onde se podem inscrever condutores da Uber, mediante o pagamento de uma licença, apesar do funcionamento da aplicação ser considerada ilegal na cidade.

O projeto que foi hoje para consulta pública pretende que as aplicações como a Uber integrem o modelo de Operadoras de Transporte Acreditadas, com um limite de quilómetros para operar e com preços regulados pela administração municipal.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.