sicnot

Perfil

Mundo

Três mortos e 43 feridos em motim numa cadeia venezuelana

Três pessoas morreram e pelo menos outras 43 ficaram feridas, entre elas um politólogo luso-venezuelano, durante um motim ocorrido hoje de manhã (tarde em Lisboa) numa cadeia venezuelana, situada a 150 quilómetros a sul da cidade de Caracas.

Segundo as rádios locais, o motim ocorreu no Centro de Reclusão para Processados Judiciais 26 de Julho, situado nas proximidades da Penitenciária Geral da Venezuela (a maior cadeia do Estado venezuelano de Guárico).

, o que teria originado, inicialmente, a ideia da existência de conflitos em dois cárceres.

Durante o motim, três pessoas morreram na sequência da explosão de uma granada, uma funcionária, um segurança e um detido e 43 ficaram feridas, entre eles 15 funcionários da Guarda Nacional Bolivariana (polícia militar).

Entre os feridos, segundo o advogado Alfredo Romero, porta-voz do Foro Penal Venezuelano, encontra-se o politólogo luso-venezuelano Vasco da Costa, que é tido como preso político por várias organizações não governamentais venezuelanas.

Entretanto, em declarações ao canal televisivo de notícias da Colômbia, NTN 24, Ana da Costa, irmã do politólogo, explicou que os presos decidiram manifestar-se em protesto por alegados maus tratos "e a Guarda decidiu disparar-lhes 'perdigones' (tiros de borracha) e lançar-lhes bombas de gás lacrimogéneo".

"Não temos podido vê-lo, só nos chamou para dizer que estava ferido e que estava a sangrar muito do braço direito", disse, a NTN 24.

Ana da Costa contou que a prisão é uma espécie de "armazém de supermercado, com uma edificação dentro, teto e grades de churrasqueira".

"Aí os agridem (fisicamente) e não lhes dão alimentos. Meu irmão tem 40 quilogramas menos (do que quando foi preso)", frisou.

A agência Lusa tentou, sem sucesso, contatar com vários familiares e amigos do luso-venezuelano.

De momento não existe nenhum comunicado oficial sobre os acontecimentos.

Filho de um antigo cônsul de Portugal, Vasco da Costa, 56 anos, foi detido a 24 de julho de 2014, e acusado de estar relacionado com uma farmacêutica que alegadamente estaria envolvida em planos para desenvolver engenhos explosivos caseiros, durante os violentos protestos que ocorreram no primeiro semestre de 2014, contra o Governo do Presidente Nicolás Maduro.

Participou como candidato, nas eleições parlamentares de 06 de dezembro último, sem no entanto obter votos suficientes para ser eleito deputado.

A sua candidatura teve o apoio do partido Nova Ordem Social, presidido pela luso-venezuelana e ex-candidata presidencial Venezuela Portuguesa da Silva.

Lusa

  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.