sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha proíbe fogo-de-artifício junto dos centros de refugiados

As autoridades alemãs proibiram o uso de fogo-de-artifício e lançamento de petardos durante as celebrações do Ano Novo nos centros de refugiados, anunciaram hoje entidades autárquicas.

Autarcas das regiões de Renânia do Norte-Vestefália, Hesse e Wurtemberg decretaram a medida justificando que os efeitos do fogo-de-artifício e os petardos, típicos nesta altura do ano, podem afetar psicologicamente os refugiados que se encontram no país, traumatizados por guerras e perseguições.

"Todos aqueles que vieram de zonas de guerra associam o ruído das explosões a tiros e a bombardeamentos e podem ser afetados de forma traumática", disse um porta-voz da autoridade local da Renânia do Norte-Vestefália, Christoph Sobbler.

As autoridades referem também os perigos de incêndio associados ao uso de artefactos pirotécnicos.

De acordo com a France Press, os incêndios de origem criminosa têm-se multiplicado nas instalações de acolhimento dos refugiados sírios, na Alemanha.

A Europa, particularmente a Alemanha, recebeu em 2015 mais de um milhão de refugiados de guerra do Médio Oriente e do Norte de África.

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Matteo Renzi demite-se da liderança do Partido Democrático

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi demitiu-se hoje da liderança do Partido Democrata (PD), uma decisão que faz parte de uma estratégia para retomar o controlo da formação de centro-esquerda, onde uma minoria mais à esquerda ameaça cindir-se.