sicnot

Perfil

Mundo

Festividades de ano novo em Bruxelas foram anuladas

O fogo de artifício e as celebrações do ano novo nas ruas do centro de Bruxelas foram anuladas, embora o nível de ameaça continue em 3, numa escala de quatro, foi hoje anunciado.

© Francois Lenoir / Reuters

Depois de várias operações policiais nos últimos dias, que resultaram em duas detenções por suspeita de planeamento de ataques na capital belga e uma outra relacionada com os atentados de Paris, o presidente da comuna de Bruxelas, Yvan Mayeur, decidiu cancelar os festejos.

A imprensa local relata a dificuldade na tomada desta decisão, uma vez que pelo menos 50 mil pessoas eram esperadas para a comemoração do ano novo, pelo que haverá consequências económicas nomeadamente no setor da restauração. Mas também terá pesado a responsabilidade pública de expor turistas ao risco de atentados.

O autarca recebeu o relatório da autoridade de análise de ameaças (OCAM, nas siglas em francês) ao início desta noite, e após o parecer do Centro de Crise.

Yvan Mayeur também esteve em contacto com o ministro do Interior, Jan Jambon, antes de tomar a decisão final.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.