sicnot

Perfil

Mundo

Moscovo exige detenção de turco suspeito da morte de piloto russo

A Rússia exigiu hoje às autoridades de Ancara que detenham um cidadão turco suspeito de ter matado um dos pilotos do caça-bombardeiro russo abatido pela aviação turca sobre a fronteira síria em novembro último.

Sukhoi Su-24

Sukhoi Su-24

© Shamil Zhumatov / Reuters

"Exigimos medidas imediatas por parte das autoridades turcas para a detenção de Alparslan Çelik e dos seus cúmplices, e para a sua apresentação à justiça pelo assassínio do piloto russo", disse a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, citada num comunicado.

Numa entrevista ao jornal turco Hurriyet, publicada no domingo, Alparslan Çelik, um cidadão turco que combate ao lado dos rebeldes turquemenos na Síria, afirmou que a sua consciência "não podia ser perturbada por alguém que lança bombas sobre civis turquemenos todos os dias", numa referência ao piloto russo.

Em novembro, as autoridades de Ancara acusaram Moscovo de ter bombardeado "aldeias de civis turquemenos", uma minoria de língua turca que vive na Síria.

"A vingança é o direito mais natural", declarou Çelik, na mesma entrevista.

"Ele confessou o seu envolvimento direto na morte do piloto russo", frisou a porta-voz da diplomacia russa, acrescentando que Alparslan Çelik não manifestou qualquer arrependimento pelas suas ações.

Maria Zakharova sublinhou ainda "a surpresa e a indignação" de Moscovo ao ver que "um dos principais jornais turcos fornece uma plataforma onde assassinos e terroristas vangloriam-se de crimes e propagam o ódio contra a Rússia e o povo russo, através de uma ideologia nacionalista".

A 24 de novembro, caças F-16 turcos abateram um Soukhoi-24 que sobrevoava a fronteira entre a Turquia e a Síria. Ancara afirma que o avião violou o seu espaço aéreo, o que é negado por Moscovo.

Um dos dois pilotos do bombardeiro russo foi morto a tiro quando descia de paraquedas.

O outro piloto russo foi resgatado numa operação conjunta das forças especiais russas e sírias, durante a qual morreu um soldado russo.

O incidente, descrito como "uma facada nas costas" pelo Presidente russo Vladimir Putin, causou uma grave crise diplomática entre a Rússia e a Turquia.

Em retaliação, Moscovo adotou um conjunto de sanções contra Ancara.

Lusa

  • Marcelo Rebelo de Sousa avisou que depois das autárquicas viria um novo ciclo. A lógica levou-nos a assumir que estava a falar do PSD, mas hoje, olhando para a situação política, devemos também incluir nessa previsão a “geringonça” e os seus equilíbrios. Não acredito que as coisas mudem até às legislativas, mas as contas só se fazem depois dos votos das autárquicas. Até lá, o tom de voz das esquerdas vai engrossar.

    Bernardo Ferrão

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Milhares protestam na Catalunha contra Madrid
    1:45

    Mundo

    O Governo de Madrid mostrou-se disposto a dar mais dinheiro e autonomia financeira à Catalunha, se o Governo Regional suspender o referendo independentista. A 10 dias da consulta popular, a tensão é explosiva, com protestos nas ruas, detenções e confrontos com as autoridades.

  • O que separa a Catalunha do resto de Espanha?
    2:12

    Mundo

    Desde 1640, as revoltas catalãs representam a vontade pela distância e pela independência. Numa região que não é reconhecida formalmente como Nação, na Catalunha entende-se e fala-se mais castelhano do que catalão. Mas o que realmente separa a Catalunha do resto de Espanha?

  • Complexo Agroindustrial do Cachão abandonado e exposto à poluição
    2:03
  • Família Portugal Ramos
    15:01

    As Famílias Vintage regressaram esta quinta-feira, com uma viagem ao Alentejo. Foi a partir desta região que João Portugal Ramos conquistou um lugar entre os grandes do setor. Desde há 25 anos a vindimar em seu nome, o enólogo produz seis milhões de litros de vinho por ano.

  • Se pedir ao seu cão para ir buscar uma garrafa de vinho ele vai?
    0:49

    País

    Há 25 anos a vindimar no Alentejo, o enólogo João Portugal Ramos produz seis milhões de litros de vinho por ano. Em Estremoz comprou casa e terra. Iniciou a plantação de vinhas próprias e a construção de uma adega. Um espaço que conhece como as palmas da mão. Ele e um amigo muito especial.

  • Presidente das Filipinas pede que matem o filho se estiver envolvido nas drogas

    Mundo

    O Presidente das Filipinas pediu que matassem o seu filho se as acusações de que traficava droga fossem provadas. Rodrigo Duterte destacou ainda que, caso fosse verdade, iria proteger as autoridades que executassem Paolo Duterte. Em causa está a acusação de que o filho do Presidente filipino faria parte da máfia chinesa, que contrabandeia drogas, vindas da China para dentro do país.

    SIC

  • Morreu a mulher mais rica do mundo

    Mundo

    Liliane Bettencourt, herdeira do grupo de cosméticos L'Oréal e a mulher mais rica do mundo, segundo a revista Forbes, morreu na quarta-feira à noite aos 94 anos, anunciou a família.

  • Espanhola tenta provar há sete anos que está viva

    Mundo

    Uma mulher de 53 anos está há sete anos a tentar provar que está viva. Segundo o Estado espanhol, Juana Escudero Lezcano morreu a 13 de maio de 2010, mas na realidade quem morreu foi uma mulher com o mesmo nome e data de nascimento.

    SIC