sicnot

Perfil

Mundo

Nicolás Maduro convoca congresso de forças patrióticas para janeiro

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, convocou na terça-feira as forças que apoiam a revolução bolivariana para um "Grande Congresso da Pátria", que terá lugar na segunda quinzena de janeiro de 2016.

"Um grande congresso da pátria que reúna todos os que amam este país e que identifique claramente os caminhos e opções que temos para pôr a andar a nossa Venezuela", disse o líder venezuelano. (Arquivo)

"Um grande congresso da pátria que reúna todos os que amam este país e que identifique claramente os caminhos e opções que temos para pôr a andar a nossa Venezuela", disse o líder venezuelano. (Arquivo)

© Handout . / Reuters

"Um grande congresso da pátria que reúna todos os que amam este país e que identifique claramente os caminhos e opções que temos para pôr a andar a nossa Venezuela", disse.

O anúncio teve lugar durante a 52ª edição o programa radiofónico e televisivo "Em Contacto com Maduro", transmitido a partir do palácio presidencial de Miraflores, em Caracas.

O congresso, explicou, será organizado por um "comité especial" e pretende dar oportunidade a movimentos de camponeses, à classe operária, governadores, autarcas, deputados, e às diferentes forças patrióticas e revolucionárias, organizações, movimentos sociais, de transmitirem propostas obtidas em assembleias de cidadãos e durante consultas realizadas durante as últimas semanas.

"Peço toda a colaboração das bases populares, do povo organizado e das forças de vanguarda para darem um grande impulso revolucionário, para um renascimento", frisou.

Nicolás Maduro explicou que, como Chefe de Estado, tem de "proteger o povo" perante qualquer "investida da direita" que, pela primeira vez em 16 anos, obteve a maioria nas eleições parlamentares de 06 de dezembro, sublinhando que "viu a cara de um monstro" (deputados opositores) que não conhece limites para "regressar ao poder".

O Presidente frisou ainda que nas últimas eleições parlamentares "ganharam os maus" e que os venezuelanos devem decidir se são patriotas ou apoiam os "anti-valores do capitalismo".

"Ou és povo ou és oligarquia", frisou.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.