sicnot

Perfil

Mundo

Polícia turca prende extremistas que preparavam atentado no Ano Novo

A polícia turca prendeu hoje dois homens suspeitos de pertencerem ao grupo extremista Estado Islâmico que alegadamente preparavam um atentado suicida durante as celebrações do Ano Novo, disse à France e um alto responsável turco.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Sertac Kayar / Reuters

"Supomos que são dois membros do Estado Islâmico e que preparavam um atentado durante o Ano Novo na capital", Ancara, disse a fonte, que pediu anonimato.

Os dois suspeitos foram interpelados hoje pela polícia antiterrorista na zona de Mamak, arredores de Ancara, indiciou à AFP uma outra fonte oficial na capital turca.

Por outro lado, e de acordo com as cadeias de televisão turcas, os dois homens estavam referenciados "há algum tempo" pelo corpo especial de polícia que decidiu proceder à detenção.

A Turquia encontra-se em estado de alerta depois do atentado suicida que fez 103 mortos e mais de 500 feridos, na estação de comboios de Ancara no dia 10 de outubro.

Segundo o Governo, os extremistas do grupo Estado Islâmico são os principais suspeitos do atentado de outubro, apontado como o mais grave de sempre na Turquia.

Após o atentado na estação ferroviária de Ancara multiplicaram-se as detenções de suspeitos de envolvimento em grupos extremistas islâmicos, na Turquia.

Lusa

  • NATO retoma diálogo com a Rússia

    Mundo

    O Conselho da NATO - Rússia foi instituído em 2002 e decorreu sem interrupções até à anexação da Crimeia, em 2014. O conflito separatista na Ucrânia dividiu a Aliança Atlântica e Moscovo e suspendeu toda a colaboração prática - desde civil a militar. Agora e na véspera da primeira reunião ministerial em Bruxelas com o estreante secretário de Estado americano Rex Tillerson, os países da NATO tentam a aproximação formal e reativação do diálogo político com Moscovo.

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12

    País

    Rui Mergulhão Mendes, especialista em 'profiling' na Emotional Business Academy, em Lisboa, esteve na Edição da Noite desta quarta-feira para explicar como é que um especialista em linguagem pode ajudar um tribunal a dar um veredito.