sicnot

Perfil

Mundo

Oposição venezuelana acusa cinco juízes de "total compromisso" com o Governo

A oposição venezuelana anunciou na quarta-feira que "recusou" os cinco magistrados do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que vão decidir sobre a impugnação de nove deputados opositores, por alegados vínculos com o partido do Governo.

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles.

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Na secretaria apresentámos um pedido de recusa de todos estes magistrados que estão a avaliar as impugnações, por total compromisso e vínculos com o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) e as partes interessadas", disse aos jornalistas Simón Calzadilla, um dos deputados afetados pelo pedido.

Eleito pela aliança opositora Mesa de Unidade Democrática (MUD), Simón Calzadilla denunciou que verificou que entre os magistrados que analisam os pedidos de impugnação encontra-se Cristhian Tyrone Zerpa, um deputado do PSUV que foi designado, recentemente e de maneira "inconstitucional", magistrado do STJ.

Por outro lado, denunciou que a presidente da Sala Eleitoral (uma das seis salas que compõe o STJ em pleno) é uma "pessoa de confiança" de Elvis Amoroso, um deputado 'chavista' que não foi reeleito nas últimas eleições parlamentares e por isso está solicitando a impugnação.

"Responsabilizamos o Presidente (Nicolás Maduro) e o PSUV pelo que poderá acontecer no país, se continuarem com o plano de ignorar a vontade popular", disse, sublinhando que "estamos na presença da mais absoluta violação do Estado de Direito".

O STJ ordenou, quarta-feira, "a suspensão provisória e imediata" dos procedimentos para dar posse a três deputados da oposição pelo Estado de Amazonas, que deviam iniciar funções na próxima semana.

O tribunal confirmou ter recebido vários pedidos de impugnação e de aplicação de medidas de "suspensão de efeitos" contra as proclamações de nove deputados opositores.

A aliança opositora MUD obteve, nas eleições de 6 de dezembro último, a primeira vitória em 16 anos, conseguindo 112 dos 167 lugares que compõem o parlamento, uma maioria de dois terços que lhe confere amplos poderes e marca uma viragem histórica contra o 'chavismo'.

Segundo o Presidente Nicolás Maduro, estão ser investigados mais de 1,5 milhões de votos nulos ocorridos durante as eleições parlamentares, já que em alguns setores onde tradicionalmente o 'chavismo' era vencedor, os candidatos perderam por menos de uma centena de votos e se registaram mais de mil votos nulos.

Lusa

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira