sicnot

Perfil

Mundo

Oposição venezuelana acusa cinco juízes de "total compromisso" com o Governo

A oposição venezuelana anunciou na quarta-feira que "recusou" os cinco magistrados do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que vão decidir sobre a impugnação de nove deputados opositores, por alegados vínculos com o partido do Governo.

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles.

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Na secretaria apresentámos um pedido de recusa de todos estes magistrados que estão a avaliar as impugnações, por total compromisso e vínculos com o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) e as partes interessadas", disse aos jornalistas Simón Calzadilla, um dos deputados afetados pelo pedido.

Eleito pela aliança opositora Mesa de Unidade Democrática (MUD), Simón Calzadilla denunciou que verificou que entre os magistrados que analisam os pedidos de impugnação encontra-se Cristhian Tyrone Zerpa, um deputado do PSUV que foi designado, recentemente e de maneira "inconstitucional", magistrado do STJ.

Por outro lado, denunciou que a presidente da Sala Eleitoral (uma das seis salas que compõe o STJ em pleno) é uma "pessoa de confiança" de Elvis Amoroso, um deputado 'chavista' que não foi reeleito nas últimas eleições parlamentares e por isso está solicitando a impugnação.

"Responsabilizamos o Presidente (Nicolás Maduro) e o PSUV pelo que poderá acontecer no país, se continuarem com o plano de ignorar a vontade popular", disse, sublinhando que "estamos na presença da mais absoluta violação do Estado de Direito".

O STJ ordenou, quarta-feira, "a suspensão provisória e imediata" dos procedimentos para dar posse a três deputados da oposição pelo Estado de Amazonas, que deviam iniciar funções na próxima semana.

O tribunal confirmou ter recebido vários pedidos de impugnação e de aplicação de medidas de "suspensão de efeitos" contra as proclamações de nove deputados opositores.

A aliança opositora MUD obteve, nas eleições de 6 de dezembro último, a primeira vitória em 16 anos, conseguindo 112 dos 167 lugares que compõem o parlamento, uma maioria de dois terços que lhe confere amplos poderes e marca uma viragem histórica contra o 'chavismo'.

Segundo o Presidente Nicolás Maduro, estão ser investigados mais de 1,5 milhões de votos nulos ocorridos durante as eleições parlamentares, já que em alguns setores onde tradicionalmente o 'chavismo' era vencedor, os candidatos perderam por menos de uma centena de votos e se registaram mais de mil votos nulos.

Lusa

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.