sicnot

Perfil

Mundo

Oposição venezuelana acusa cinco juízes de "total compromisso" com o Governo

A oposição venezuelana anunciou na quarta-feira que "recusou" os cinco magistrados do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que vão decidir sobre a impugnação de nove deputados opositores, por alegados vínculos com o partido do Governo.

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles.

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Na secretaria apresentámos um pedido de recusa de todos estes magistrados que estão a avaliar as impugnações, por total compromisso e vínculos com o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) e as partes interessadas", disse aos jornalistas Simón Calzadilla, um dos deputados afetados pelo pedido.

Eleito pela aliança opositora Mesa de Unidade Democrática (MUD), Simón Calzadilla denunciou que verificou que entre os magistrados que analisam os pedidos de impugnação encontra-se Cristhian Tyrone Zerpa, um deputado do PSUV que foi designado, recentemente e de maneira "inconstitucional", magistrado do STJ.

Por outro lado, denunciou que a presidente da Sala Eleitoral (uma das seis salas que compõe o STJ em pleno) é uma "pessoa de confiança" de Elvis Amoroso, um deputado 'chavista' que não foi reeleito nas últimas eleições parlamentares e por isso está solicitando a impugnação.

"Responsabilizamos o Presidente (Nicolás Maduro) e o PSUV pelo que poderá acontecer no país, se continuarem com o plano de ignorar a vontade popular", disse, sublinhando que "estamos na presença da mais absoluta violação do Estado de Direito".

O STJ ordenou, quarta-feira, "a suspensão provisória e imediata" dos procedimentos para dar posse a três deputados da oposição pelo Estado de Amazonas, que deviam iniciar funções na próxima semana.

O tribunal confirmou ter recebido vários pedidos de impugnação e de aplicação de medidas de "suspensão de efeitos" contra as proclamações de nove deputados opositores.

A aliança opositora MUD obteve, nas eleições de 6 de dezembro último, a primeira vitória em 16 anos, conseguindo 112 dos 167 lugares que compõem o parlamento, uma maioria de dois terços que lhe confere amplos poderes e marca uma viragem histórica contra o 'chavismo'.

Segundo o Presidente Nicolás Maduro, estão ser investigados mais de 1,5 milhões de votos nulos ocorridos durante as eleições parlamentares, já que em alguns setores onde tradicionalmente o 'chavismo' era vencedor, os candidatos perderam por menos de uma centena de votos e se registaram mais de mil votos nulos.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.