sicnot

Perfil

Mundo

Oposição venezuelana acusa cinco juízes de "total compromisso" com o Governo

A oposição venezuelana anunciou na quarta-feira que "recusou" os cinco magistrados do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que vão decidir sobre a impugnação de nove deputados opositores, por alegados vínculos com o partido do Governo.

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles.

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Na secretaria apresentámos um pedido de recusa de todos estes magistrados que estão a avaliar as impugnações, por total compromisso e vínculos com o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) e as partes interessadas", disse aos jornalistas Simón Calzadilla, um dos deputados afetados pelo pedido.

Eleito pela aliança opositora Mesa de Unidade Democrática (MUD), Simón Calzadilla denunciou que verificou que entre os magistrados que analisam os pedidos de impugnação encontra-se Cristhian Tyrone Zerpa, um deputado do PSUV que foi designado, recentemente e de maneira "inconstitucional", magistrado do STJ.

Por outro lado, denunciou que a presidente da Sala Eleitoral (uma das seis salas que compõe o STJ em pleno) é uma "pessoa de confiança" de Elvis Amoroso, um deputado 'chavista' que não foi reeleito nas últimas eleições parlamentares e por isso está solicitando a impugnação.

"Responsabilizamos o Presidente (Nicolás Maduro) e o PSUV pelo que poderá acontecer no país, se continuarem com o plano de ignorar a vontade popular", disse, sublinhando que "estamos na presença da mais absoluta violação do Estado de Direito".

O STJ ordenou, quarta-feira, "a suspensão provisória e imediata" dos procedimentos para dar posse a três deputados da oposição pelo Estado de Amazonas, que deviam iniciar funções na próxima semana.

O tribunal confirmou ter recebido vários pedidos de impugnação e de aplicação de medidas de "suspensão de efeitos" contra as proclamações de nove deputados opositores.

A aliança opositora MUD obteve, nas eleições de 6 de dezembro último, a primeira vitória em 16 anos, conseguindo 112 dos 167 lugares que compõem o parlamento, uma maioria de dois terços que lhe confere amplos poderes e marca uma viragem histórica contra o 'chavismo'.

Segundo o Presidente Nicolás Maduro, estão ser investigados mais de 1,5 milhões de votos nulos ocorridos durante as eleições parlamentares, já que em alguns setores onde tradicionalmente o 'chavismo' era vencedor, os candidatos perderam por menos de uma centena de votos e se registaram mais de mil votos nulos.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.