sicnot

Perfil

Mundo

Suspeita de rato a bordo força avião da Air India a voltar para trás

Um suposto avistamento de um rato na cabine forçou um avião da Air India, que transportava mais de 200 passageiros, a regressar a Bombaim depois de quase três horas de voo com destino a Londres, informou esta quinta-feira a companhia aérea.

Em julho, um avião da companhia aérea com destino a Milão voltou a Nova Deli depois de um suposto avistamento de um rato. (Arquivo)

Em julho, um avião da companhia aérea com destino a Milão voltou a Nova Deli depois de um suposto avistamento de um rato. (Arquivo)

© Krishnendu Halder / Reuters

A Air India afirmou que decidiu regressar tendo em mente "a segurança dos passageiros", isto apesar de a presença do roedor a bordo da aeronave não ter sido confirmada.

Os ratos representam uma série ameaça à segurança dos voos, dado que podem morder cabos e causar danos nos controlos internos.

"A Air India dá extrema importância à segurança. A nossa equipa de engenheiros está a investigar o incidente", disse a transportadora em comunicado.

Esta não foi a primeira vez que um avião da Air India regressa à base por causa de ratos. Em julho, um avião da companhia aérea com destino a Milão voltou a Nova Deli depois de um suposto avistamento de um rato.

Lusa

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.