sicnot

Perfil

Mundo

Vinte passageiros feridos devido a turbulência em voo da Air Canada

Vinte passageiros de um voo da Air Canada, proveniente da China, foram assistidos em Calgary, na quarta-feira, devido a ferimentos causados pela turbulência, anunciou a imprensa canadiana.

A porta-voz dos bombeiros de Calgary (oeste do Canadá), Carol Henke, disse que "três viaturas pesadas foram enviadas para o aeroporto e diversas ambulâncias foram também colocadas a saída do terminal para assistência aos feridos".

Diversas pessoas foram transportadas de maca do avião para o aeroporto onde foram assistidas pelas equipas de emergência medica.

A Air Canada já confirmou em comunicado o incidente de "alguns feridos devido a turbulência na rota que levou à hospitalização (de alguns passageiros) para avaliação".

Segundo o canal estatal canadiano, a CBC de Calgary, ficaram feridas no incidente cerca de 20 pessoas, enquanto o avião ainda estava em pleno voo.

O voo 88 da Air Canada partiu de Xangai, na China, e tinha como destino Toronto, no Canadá.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.