sicnot

Perfil

Mundo

Banhista sofre ferimentos em ataque de tubarão na Austrália

Um banhista sofreu hoje ferimentos nos braços e nas pernas depois de ter sido ferido no que se acredita ter sido um ataque de um tubarão na costa do estado australiano de Queensland, indicaram as autoridades.

RACQ CAPRICORN RESCUE HELICOPTER SERVICE/HANDOUT

Este último ataque surge numa altura em que as autoridades do estado vizinho de New South Wales estão a implementar medidas de prevenção, de modo a reduzir encontros com tubarões, depois de um elevado número de ataques em 2015.

O homem de 30 anos nadava ao largo de Rosslyn Bay, a cerca de 670 quilómetros de Brisbane, quando terá sido mordido por um tubarão, de acordo com a equipa de socorro.

"Tem ferimentos nos braços e nas pernas. Ainda está a ser examinado. Acabou de chegar à costa e será brevemente transferido para o Hospital Rockhampton", disse à AFP o porta-voz da ambulância.

"Pelo que sei, ele estava a fazer snorkeling um pouco afastado da praia e disse ter visto muitos peixes e depois um tubarão que veio do nada", disse o comandante da Guarda Costeira, Arthur Hunt, ao jornal local Brisbane's Courier Mail.

No ano passado registaram-se 14 ataques em New South Wales, incluindo o fatal de um surfista japonês, em comparação com os três de 2014, de acordo com a lista do Taronga Zoo de Sydney.

Em Queensland registaram-se quatro ataques em 2015, enquanto em 2014 houve apenas um, elevando o número para 22.

Especialistas acreditam que os ataques aumentam à medida que os desportos aquáticos se tornam mais populares e o peixe se move para perto da costa.

Lusa

  • Chamas no concelho de Torre de Moncorvo ameaçaram aldeia
    1:30

    País

    Dois incêndios no concelho de Torre de Moncorvo deram luta aos bombeiros na tarde de ontem e também durante toda a noite. As chamas estiveram muito próximas da aldeia de Cabanas de Cima, mas os bombeiros conseguiram desviar o fogo.

  • Se

    Se Jaime Marta Soares tiver razão, se a ciência e as autoridades não forem - outra vez? - manipuladas pelo poder político, se a investigação - independente - concluir que o fogo começou muito antes da trovoada, então, estamos diante de um dos maiores embustes do Portugal democrático.

    Pedro Cruz

  • Governo cria fundo de apoio para as pessoas afetadas pelos incêndios
    1:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O ministro do Planeamento e Infraestruturas reuniu-se esta quarta-feira com os autarcas de Figueró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Pedrógão  Grande. O Governo criou um fundo financeiro, com o contributo dos portugueses, para apoiar a reconstrução das habitações e a vida das pessoas afetadas pelos incêndios que lavram desde sábado. O fundo será aprovado quinta-feira em Conselho de Ministros.

  • A reconstrução da Nacional 236
    1:44
  • Harry admite que ninguém na família real britânica quer ser rei ou rainha

    Mundo

    O príncipe Harry admitiu que nenhum dos mais jovens membros da família real britânica quer ser rei ou rainha. Numa entrevista exclusiva à revista norte-americana Newsweek, na qual aborda temas como a morte da mãe, que perdeu com apenas 12 anos, Harry afirma que ele e o irmão estão empenhados em "modernizar a monarquia".

    SIC