sicnot

Perfil

Mundo

Turquia avisou Alemanha sobre risco de atentados em Munique no fim do ano

Os serviços secretos turcos avisaram as forças de segurança alemãs sobre um possível atentado em Munique na véspera do Ano Novo, o que levou à evacuação de duas estações de comboio na capital bávara, informou hoje o diário Hurriyet.

© Michaela Rehle / Reuters

A Turquia partilhou com a Alemanha, a França, a Áustria e a Bélgica a informação de que cinco 'jihadistas' do grupo extremista Estado Islâmico (EI) teriam chegado à europa com o objetivo de cometer atentados suicidas durante as celebrações do Ano Novo.

A advertência indicava que os 'jihadistas'teriam chegado á Europa em outubro depois de cruzar o Egeu com passaportes falsos, devido ao reforço da segurança nos aeroportos.

Os terroristas estariam a preparar atentados suicidas simultâneos em possíveis alvos como igrejas e zonas de lazer das capitais europeias.

O titular da pasta do Interior do Estado federado da Baviera, cuja capital é Munique, tinha indicado à imprensa que tinham sido avisados por um serviço secreto amigo que falava de uma hora e de um lugar concretos e de terroristas relacionados com o EI.

Joachim Herrmann acrescentou então que as informações recebidas eram de tal ordem que, embora pudessem não ser totalmente seguras, não poderiam ser ignoradas, pelo que se tomaram medidas imediatamente.

Segundo informações da estação televisiva bávara Bayerischer Rundfunk (BR), os alegados terroristas teriam supostamente planeado dirigir-se, dois a dois, aos locais previstos, onde se fariam explodir.

Lusa

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.