sicnot

Perfil

Mundo

Partido Comunista Chinês reforça proibição das superstições

O Partido Comunista Chinês reforçou a proibição da crença em "superstições feudais", como parte de novas regulações disciplinares, avança hoje a imprensa estatal.

Reuters

O Presidente Xi Jinping tem vindo, nos últimos meses, a apertar o controlo dentro do partido, juntamente com a sua campanha anticorrupção.

Xi Jinping exigiu aos 88 milhões de membros do partido uma maior adesão aos ensinamentos ideológicos e alertou-os contra o questionamento público de políticas oficiais.

As práticas supersticiosas, como a crença em adivinhos e nas práticas tradicionais chinesas de 'feng shui', vão contra as crenças centrais marxistas do partido, que dizem ser fundadas em métodos científicos.

Vários dirigentes de alto nível do partido foram acusados de participar em práticas supersticiosas nos últimos anos.

Zhou Yongkang, o antigo chefe de segurança e o mais alto detentor de cargo público a sucumbir à campanha anticorrupção, pediu conselhos a Cao Yongzheng, um adivinho e mestre da prática de meditação chinesa de 'qigong'.

Mais tarde, Cao Yongzheng testemunhou contra Zhou durante o julgamento.

As novas regras, que entraram em vigor este ano, ameaçam com expulsão do partido membros que "organizem" atividades supersticiosas, enquanto aqueles que apenas participem enfrentam avisos, diz a agência oficial Xinhua.

A linguagem utilizada é mais severa que a da versão anterior, de 2003, quando a "superstição feudal" estava incluída nas atividades que "perturbam a produtividade, o trabalho e a ordem social".

Agora, as novas regras elevam a "superstição feudal" a uma categoria por si própria, tornando-a uma violação distinta à disciplina do partido.

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.