sicnot

Perfil

Mundo

Varoufakis vai lançar novo partido de esquerda pan-europeu

O ex-ministro das Finanças grego Yanis Varoufakis vai lançar em fevereiro, a partir de Berlim, um novo partido de esquerda pan-europeu, noticia a edição de segunda-feira do jornal Neues Deutschland.

© Neil Hall / Reuters

De acordo com o diário, Varoufakis apresentará o partido Democracy in Europe Movement 2025 (DiEM25) a 09 de fevereiro, no Volksbühne, teatro onde se representam peças vanguardistas ou provocadoras.

Segundo o jornal, o projeto político que Varufakis vai apresentar juntamente com outros correligionários define-se como uma "nova democratização da Europa" que visa deter a atual fragmentação das formações de esquerda.

Yanis Varoufakis foi titular da pasta das Finanças no primeiro Governo dirigido por Alexis Tsipras, líder do partido esquerdista Syriza, tendo sido a sua figura mais mediática e controversa.

O ex-ministro contestou as medidas de austeridade defendidas pelo grosso da União Europeia, com a Alemanha à cabeça, como condição para o resgate financeiro da Grécia.

Em julho, demitiu-se quando o Governo de Tsipras se comprometia a respeitar os termos negociados com a troika internacional de credores.

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.