sicnot

Perfil

Mundo

Equador com mais baixa taxa anual de homicídios em 35 anos

Equador fechou 2015 com uma taxa de homicídio de 6,3 por 100 mil habitantes, o mais baixo valor desde 1980, anunciou, esta segunda-feira, o ministro do Interior.

© STR New / Reuters

Segundo as estatísticas oficiais, o Equador figura como o terceiro país mais seguro na América Latina.

"2015 deixa-nos otimistas relativamente à nossa violência crítica. Esta taxa de mortalidade violenta deixa-nos apenas atrás do Chile e da Argentina e acima do Uruguai", escreveu Jose Serrano na sua conta na rede social Twitter.

Os dados oficiais mostram que o Chile tem uma taxa de homicídios de 2,9 casos por 100 mil habitantes, a Argentina de 5,5 e o Uruguai de 7,8.

Para 2016, o Governo do Equador espera baixar a taxa para cinco casos por cada 100 mil habitantes.

"Vamos consolidar esta mudança (...) em nome da segurança e para que todos os equatorianos vivam sem medo", afirmou o ministro.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "Meninas proibidas de usar saias curtas e roupa transparente" para evitar abusos em Timor
    0:50
  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43