sicnot

Perfil

Mundo

Retomada operação para resgatar 17 mineiros chineses presos há mais de dez dias

As equipas de resgate continuam os trabalhos para tentar libertar 17 mineiros presos numa mina de gesso que colapsou no passado dia 25 de dezembro na província de Shandong, sem que ainda se conheçam as causas do acidente.

© China Stringer Network / Reut

Segundo a agência estatal Xinhua, as equipas de resgate escavaram mais de 200 metros, mas ainda não conseguiram encontrar sobreviventes, apesar de terem conseguido contactar com quatro dos mineiros, que estão "em situação estável" e receberam abastecimentos de comida, roupa, medicamentos e lanternas.

O acidente aconteceu a 25 de dezembro numa mina de gesso na zona de Pingyi, onde estavam 29 pessoas, das quais 11 escaparam, uma morreu e as restantes continuam presas debaixo de terra, sem que se conheça a sua situação, à exceção dos quatro com quem foi possível contactar.

Segundo a Xinhua, o resgate tem sido lento devido à complicada "situação geológica" da zona e ao receio que se gere outro colapso na mina.

Após o início do resgate, o dono da mina, que começou por participar nas operações de apoio, suicidou-se, no passado dia 27.

O chefe do Partido Comunista, o governador e os subdiretores de Pingyi foram demitidos dos seus cargos e vários executivos ligados à exploração mineira estão sob investigação judicial.

O colapso da mina foi de tal magnitude que gerou um tremor de terra equivalente a um sismo de magnitude 4 que foi detetado pelo Centro de Redes de Sismos da China.

  • 2,1%. As reações ao défice de 2016

    Economia

    O défice orçamental ficou mesmo nos 2,1% do PIB. Os partidos já reagiram àquele que é o valor mais baixo em democracia.

  • Comboios Alfa vão ter bancos com tomadas elétricas e wi-fi
    2:06
  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Nus e acorrentados em frente a Auschwitz

    Mundo

    Catorze pessoas com idades entre os 20 e os 27 anos despiram-se e acorrentaram-se em frente ao portão de Auschwitz, antigo campo de concetração nazi na Polónia, depois de terem degolado um carneiro. Ninguém sabe ainda porquê.

  • A coleção de gerigonças de Ana Catarina Mendes
    1:51
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33
  • Viaduto de Alcântara condicionado
    1:36

    País

    O viaduto de Alcântara, em Lisboa, continua com o trânsito condicionado mas apenas sobre o tabuleiro e no sentido Alcântara Terra - Alcântara Mar. A circulação só será reposta depois de uma nova vistoria, ainda sem data marcada.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07