sicnot

Perfil

Mundo

Bomba H é infinitamente mais potente que a bomba lançada sobre Hiroshima

As bombas H a hidrogénio, do género das que a Coreia do Norte afirma ter testado a 6 de janeiro de 2016 com sucesso, têm uma potência infinitamente superior às bombas A, como as que foram lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki em 1945.

Os EUA testam a primeira bomba de hidrogénio, a "Ivy Mike", nas Ilhas Marshall, no oceano Pacífico, a 1 de novembro de 1952.

Os EUA testam a primeira bomba de hidrogénio, a "Ivy Mike", nas Ilhas Marshall, no oceano Pacífico, a 1 de novembro de 1952.

AP

Reuters

O Enola Gay, um bombardeiro B-29, largou a primeira bomba nuclear, apelidada "Little Boy", (Pequeno Rapaz, em português) sobre Hiroshima às 8:45 locais, a 6 de agosto de 1945, provocando a morte de 145.000 pessoas, a maioria da população da cidade, situada no sudoeste da Ilha Honshu.

O Enola Gay, um bombardeiro B-29, largou a primeira bomba nuclear, apelidada "Little Boy", (Pequeno Rapaz, em português) sobre Hiroshima às 8:45 locais, a 6 de agosto de 1945, provocando a morte de 145.000 pessoas, a maioria da população da cidade, situada no sudoeste da Ilha Honshu.

AP

Três dias depois da bomba lançada sobre Hiroshima, os EUA lançam a "Fat Man" sobre Nagasaki. Morreram 70.000 pessoas.

Três dias depois da bomba lançada sobre Hiroshima, os EUA lançam a "Fat Man" sobre Nagasaki. Morreram 70.000 pessoas.

AP

As bombas A libertam uma energia desencadeada pela fissão de elementos como o urânio ou o plutónio. As de hidrogénio - ou termonucleares - utilizam primeiro a fissão e depois a fusão nuclear, numa reação em cadeia.

Nenhuma bomba H foi até hoje utilizada além de ensaios. O arsenal estratégico nuclear norte-americano, mas também sem dúvida o da Rússia, é hoje em dia exclusivamente constituído por este tipo de engenhos, mas em miniaturas e com potências variáveis.

Bomba A

Habitualmente apelidada bomba atómica, utiliza o princípio da fissão dos núcleos atómicos. Foram desenvolvidas duas bombas: com urânio enriquecido e outra com plutónio.

A explosão do primeiro engenho deste tipo - em julho de 1945 no deserto do Novo México, EUA - revelou a potência destrutiva desta energia. A potência da bomba com urânio lançada sobre Hiroshima era de 15 quilotoneladas (0,15 megatoneladas). A bomba lançada sobre Nagasaki, com plutónio, tinha 17 quilotoneladas.

Quatro anos mais tarde, a 29 de agosto de 1949, a União Soviética fazia explodir a sua primeira bomba A, no deserto do Casaquistão.

Bomba H

Bomba a hidrogénio ou termonuclear, funciona com base no princípio da fusão nuclear e liberta uma energia superior às temperaturas e às pressões que existem no núcleo do Sol.
Quando uma bomba H explode, sucedem-se explosões químicas, nucleares e termonucleares num período de tempo infinitesimal.

A 1 de novembro de 1952, os Estados Unidos fizeram explodir secretamente este novo equipamento nas ilhas Marshall, no meio do Oceano Pacífico: a bomba apelidade "Ivy Mike". Um ano mais tarde, a União Soviética anunciava a sua vez de realizar um ensaio termonucelar. A 30 de outubro de 1961 lançou a "Tsar Bomba" sobre o Ártico, com uma potência de 57 megatoneladas, mais de 4 mil vezes superior à bomba A que caiu sobre Hiroshima.

Fusão nuclear: aglomeração de núcleos atómicos leves com libertação de energia, obtida por diminuição de massa.
Fissão nuclear: fenómeno que consiste na divisão de um átomo pesado (urânio, plutónio) por bombardeamento de neutrões, libertando enorme quantidade de energia.
(Fonte: Infopédia)

Pelo menos 9 países têm a bomba atómica

Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU são considerados como "potências nucleares oficiais": Estados Unidos, Rússia, China, Grã-Bretanha e França.

A Índia (em 1974) e o Paquistão ( em 1998) juntaram-se a este grupo, assim como Israel.

Antes de anunciar o primeiro ensaio com a bomba H, a Coreia do Norte já testou por três vezes a bomba A - 2006, 2009 e 2013 - o que lhe valeu por várias vezes sanções internacionais.

O Irão assinou em julho de 2015 um pacto com as grandes potências (EUA, França, Grã-Bretanha, Rússia, China e Alemanha). O acordo prevê a limitação do programa nuclear iraniano para fins apenas civis de forma a poderem ser levantadas sanções internacionais.

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • Moradores de Alcântara escrevem ao presidente dos CTT
    2:27

    País

    Esta manhã dezenas de moradores de Alcântara manifestaram frente à sede dos CTT, no Parque das Nações, contra o encerramento da loja da freguesia onde que vivem. No protesto entregaram um postal gigante dirigido a Francisco Lacerda, o presidente dos Correios.

  • PJ apreende 745 quilos de cocaína escondida em ananases

    País

    A Polícia Judiciária apreendeu 745 quilos de cocaína com origem na América Latina.A droga estava escondida no interior de ananases transportados em contentores. Nove pessoas foram detidas numa investigação da Polícia Judiciária e do Cuerpo Nacional de Polícia de Espanha.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC

  • Quase 600 pedidos de nulidade de casamentos católicos em três anos
    1:38

    País

    Entre 2015 e 2017, 575 casais portugueses pediram a anulação do casamento católico. O ano passado o número de pedidos duplicou em relação a 2015. Desde esse ano, e por decisão do Papa Francisco, que os pedidos de nulidade do casamento pela Igreja são mais simples, mais baratos e mais rápidos.

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31

    País

    Rui Rio diz que a decisão sobre o futuro da liderança da bancada parlamentar do PSD só será tomada depois de falar com Pedro Passos Coelho e com Hugo Soares. Em entrevista à RTP, a primeira depois de vencer as diretas, o Rui Rio lembrou esta terça-feira que Passos Coelho ainda é líder do partido.

  • Polícia australiana "detém" marsupial em fuga
    1:01
  • Deputado dorme no Parlamento britânico
    0:58

    Mundo

    O deputado britânico Desmond Swayne adormeceu no Parlamento, enquanto o colega de bancada, Kenneth Clarke falava sobre os direitos dos cidadãos da União Europeia, esta terça-feira. Clarke foi o único deputado conservador a votar contra a ativação do artigo 50 para a saída do Reino Unido da União Europeia. De acordo com a imprensa do Reino Unido, o colega Desmond Swayne, ex-ministro, parece não gostar muito das visões de Clarke e já foi visto muitas vezes com expressões de aborrecimento ou a revirar os olhos.