sicnot

Perfil

Mundo

Tailândia suspende envio de arroz para o Irão devido a crise com Arábia Saudita

A Tailândia suspendeu temporariamente o envio de um milhão de toneladas de arroz para o Irão devido à crise no Médio Oriente, motivada pela rutura diplomática entre Riade e Teerão, segundo fontes oficiais.

© Jorge Silva / Reuters

As autoridades tailandesas vão reunir-se com os representantes diplomáticos dos dois países antes de tomar uma decisão, em fevereiro, sobre a venda de arroz para o Irão, indicaram à Efe fontes do Departamento do Comércio Exterior tailandês.

A Tailândia, que tem grandes reservas de arroz, prevê exportar este ano nove milhões de toneladas, estimadas em 4.780 milhões de dólares (cerca de 4.440 milhões de euros).

A Arábia Saudita e o Irão cortaram relações diplomáticas esta semana após a execução, em Riade, no passado sábado, do líder religioso xiita Nimr-al-Nimr e posteriores ataques à embaixada saudita em Teerão e ao consulado na cidade iraniana de Mashhad.

A crise gerou preocupação entre a comunidade internacional, que apelou à calma de ambos os países, de modo a evitar que uma escalada da tensão afete as negociações abertas para solucionar os conflitos na Síria, Iraque e Iémen.

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41