sicnot

Perfil

Mundo

Ataque suicida na Líbia mata quatro pessoas

Pelo menos três seguranças de instalações petrolíferas e um civil morreram, na noite de quinta-feira, num ataque suicida contra um posto de controlo na cidade de Ras Lanuf, no leste da Líbia.

Com a instabilidade no país, o grupo extremista Daesh e a organização Al-Qaeda no Magrebe Islâmico aumentaram a sua influência na Líbia, ganhando poder territorial e contagiando a instabilidade a todo o norte de África.

Com a instabilidade no país, o grupo extremista Daesh e a organização Al-Qaeda no Magrebe Islâmico aumentaram a sua influência na Líbia, ganhando poder territorial e contagiando a instabilidade a todo o norte de África.

© Stringer . / Reuters

Responsáveis de segurança da localidade vizinha de Ajdabiya disseram hoje à agência Efe que um homem ao volante de um veículo carregado com explosivos embateu contra o posto de controlo, causando também cinco feridos.

Este foi o segundo ataque desta natureza na Líbia na quinta-feira, depois de outro bombista suicida ter matado cerca de 60 pessoas, a maioria guardas costeiros líbios, ao fazer explodir um camião cisterna junto a uma base militar na cidade de Zlintan.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.