sicnot

Perfil

Mundo

Casal britânico gastou 90 mil euros para clonar o cão

Um casal britânico pagou 67 mil libras (quase 90 mil euros) para clonar o cão que morreu há um ano, vítima de tumor cerebral. Ambos afirmam que foi "dinheiro bem gasto".

Chance e Shadow são o resultado da clonagem do boxer Dylan.

Chance e Shadow são o resultado da clonagem do boxer Dylan.

Sky News

Em entrevista à Sky News, Laura Jacques e Richard Remde confessam que mal podem esperar por terem em casa os dois cachorros. Chance e Shadow são o resultado da clonagem do boxer Dylan, realizada na Coreia do Sul.

Os cães têm no entanto de ficar em quarentena nos primeiros 7 meses de vida na South Korean Sooam Biotech Research Foundation, em Seul. "Os cachorros estão bem. Foi dinheiro bem gasto e mal podemos esperar por tê-los em casa", diz Richard Remde.

Laura Jacques explica que Dylan era um cão muito especial para ela, com quem passou a maior parte da sua vida adulta. "Perdemo-lo inesperadamente. Foram-lhe dados 18 meses de vida mas em 19 dias morreu".

Afirma que não recorreu à clonagem para o substituir, mas para ter cachorros que lhe fizessem recordar o cão com quem tinha "uma ligação especial". "Uma recordação dele, uma forma de ter ainda um pouco de Dylan, para que a sua memória permaneça".

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • Parlamento debate uso de animais no circo: as posições do PCP, Bloco e PAN
    2:03

    País

    O Parlamento discute na próxima quinta-feira três projetos de lei sobre a utilização de animais no circo. O PCP quer ver reforçada da proteção dos animais utilizados nos circos, o Bloco de Esquerda quer proibir a utilização de animais selvagens e o PAN o fim da utilização de todos os animais neste tipo de espetáculos.