sicnot

Perfil

Mundo

Daesh reivindica atentado na Líbia que fez mais de 50 mortos

O grupo extremista Daesh reivindicou hoje o atentado com um camião armadilhado que fez na quinta-feira, na Líbia, mais de 50 mortos num recinto da polícia em Zliten, a 170 quilómetros a leste de Tripoli.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Stringer . / Reuters

Num comunicado divulgado "online" em árabe, o Daesh declara que um bombista suicida chamado Abdallah al-Muhajair "fez explodir o seu camião no meio de uma base pertencente às forças infiéis líbias na cidade de Zliten" e faz um balanço de "perto de 80 mortos" e 150 feridos.

A Líbia vive em guerra civil desde 2011, sendo dirigida por dois parlamentos e dois governos, um estabelecido em Tobruk e reconhecido pela comunidade internacional e o outro, em Tripoli, controlado pela Fajr Libya, uma aliança de milícias islamitas, que disputam o poder.

O grupo extremista Daesh tem vindo a ganhar terreno na Líbia, onde controla a cidade de Sirte (450 quilómetros a leste de Trípoli) e ameaça assumir o controlo das estruturas petrolíferas da região.

Com Lusa

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.