sicnot

Perfil

Mundo

Daesh reivindica atentado na Líbia que fez mais de 50 mortos

O grupo extremista Daesh reivindicou hoje o atentado com um camião armadilhado que fez na quinta-feira, na Líbia, mais de 50 mortos num recinto da polícia em Zliten, a 170 quilómetros a leste de Tripoli.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Stringer . / Reuters

Num comunicado divulgado "online" em árabe, o Daesh declara que um bombista suicida chamado Abdallah al-Muhajair "fez explodir o seu camião no meio de uma base pertencente às forças infiéis líbias na cidade de Zliten" e faz um balanço de "perto de 80 mortos" e 150 feridos.

A Líbia vive em guerra civil desde 2011, sendo dirigida por dois parlamentos e dois governos, um estabelecido em Tobruk e reconhecido pela comunidade internacional e o outro, em Tripoli, controlado pela Fajr Libya, uma aliança de milícias islamitas, que disputam o poder.

O grupo extremista Daesh tem vindo a ganhar terreno na Líbia, onde controla a cidade de Sirte (450 quilómetros a leste de Trípoli) e ameaça assumir o controlo das estruturas petrolíferas da região.

Com Lusa

  • A homenagem a Mário Soares no congresso do PS
    2:30
  • Costa defende legalização da eutanásia como forma de "alargar a liberdade"
    0:42
  • Duquesa de Sussex já tem brasão

    Harry & Meghan

    O Palácio de Kensington apresentou esta sexta-feira o brasão da Duquesa de Sussex, Meghan Markle. O brasão foi criado pelo College of Arms mas teve a ajuda da duquesa para que este fosse "pessoal e representativo".

    SIC