sicnot

Perfil

Mundo

Estilista francês André Courrèges morre aos 92 anos

O estilista francês André Courrèges, símbolo de uma revolução de estilo nos anos 60, morreu na quinta-feira, com 92 anos, após três décadas de luta contra a doença de Parkinson, informou a Maison de Courrèges em comunicado.

COURREGES/HANDOUT

Nascido a 9 de março de 1923 na cidade de Pau, no sul de França, estudou Engenharia Civil na Escola Nacional de Ponts-et-Chaussées, onde ficou fascinado pela Arquitetura, o que o faria revolucionar a moda na década de 60.

Piloto na II Guerra Mundial, Courrèges fundou a casa de alta-costura em 1961 e viu a sua coleção de 1964, "Space Age", catapultá-lo para a fama, tendo sido, por um período, a coqueluche da moda francesa.

Popularizado pelos mini-vestidos angulares, que combinou com óculos de proteção e capacetes inspirados nos astronautas, bem como pela opção por calças formais para senhora e por mini-saias, cuja ideia original sempre disputou com Mary Quant, o estilista teve no artista Andy Warhol um expressivo admirador.

André Courrèges, que parou de trabalhar nos anos 90, devido aos problemas de saúde, morreu na sua casa de Neuilly-sur-Seine.

Lusa

  • Assembleia-geral do Sporting marcada para 23 de junho
    2:57
  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC