sicnot

Perfil

Mundo

Loteria americana Powerball com recorde mundial de 1.200 milhões de euros

O jackpot da lotaria americana Powerball bateu hoje o recorde mundial de 1,2 mil milhões de euros (1,3 mil milhões de dólares) quando foi anunciado que nenhum jogador ganhou o sorteio deste fim de semana.

© Philip Sears / Reuters


O jackpot da lotaria já tinha aumentado no sábado, chegando quase aos 870 milhões de euros (950 milhões de dólares), um recorde mundial, o que provocou uma grande adesão aos pontos de venda com grandes filas de jogadores a fazerem apostas.

Algumas horas depois do sorteio de sábado, que teve lugar na Flórida, pouco antes das 23:00 locais (04:00 de domingo em Lisboa), os organizadores anunciaram não ter havido vencedor.

"Não houve nenhum vencedor do jackpot da Powerball esta noite. Estamos oficialmente em busca de um bilionário (1,3 mil milhões de dólares)", anunciou hoje no Twitter fonte da organização da lotaria americana.

O próximo sorteio está agendado para quarta-feira, 13 de janeiro, anunciaram os organizadores .

A lotaria Powerball é sorteada duas vezes por semana, sendo os bilhetes vendidos em 44 estados dos Estados Unidos.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.