sicnot

Perfil

Mundo

Estado Islâmico reivindica ataque a centro comercial em Bagdad

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou hoje o ataque a um centro comercial em Bagdad que provocou pelo menos 12 mortos,

Numa declaração divulgada na internet, o grupo 'jihadista' referiu que quatro dos seus membros efetuaram o ataque e referiu que cerca de 90 pessoas foram mortas ou feridas.

O EI tem reivindicado vários atentados em Bagdad contra civis xiitas.

Responsáveis pelos serviços de segurança e fontes médicas já anunciaram o fim do ataque, com um balanço provisório de 12 mortos e dezenas de feridos.

Homens armados sequestraram um número indeterminado de pessoas no centro comercial de Bagdad, onde entraram depois de fazerem explodir um veículo armadilhado na rua.

Os atacantes permaneceram até ao início da noite no interior do centro comercial no bairro de Bagdad al-Jadida, no leste da capital iraquiana.

Fonte médica confirmou de início que pelo menos oito mortos tinham sido levados para o hospital, assim como 14 feridos.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.