sicnot

Perfil

Mundo

Infanta Cristina e o marido começam a ser julgados em Palma de Maiorca

Começou hoje o julgamento do caso Noos que envolve a infanta Cristina de Espanha e o marido, Iñaki Urdangarín. Os dois chegaram esta manhã ao Tribunal de Palma de Maiorca. À porta estava instalado um grande aparato policial, com mais de 200 agentes. Esta é a primeira vez que um membro da família real espanhola se senta na cadeira dos réus.

© Enrique Calvo / Reuters

Cristina enfrenta uma pena máxima de 8 anos. A irmã do Rei de Espanha enfrenta acusações de fraude fiscal, não está acusada de participar no crime de desvios de fundos, mas o Ministério Público alega que terá benefeciciado do dinheiro desviado.

O marido, Iñaki Urdangarín, está acusado de crimes de tráfico de influências, fraude e branqueamento de capitais. A pena de prisão pode chegar aos 19 anos.

Em junho, por causa do caso Noos, o rei de Espanha, Felipe VI, retirou o título de duques de Palma a Cristina e Iñaki. No total, 18 pessoas foram constituídas arguidas no processo que se arrasta desde 2010.

  • "Nós precisamos que os governantes estejam ao lado dos agricultores"
    11:54

    Economia

    Devido à seca, este ano Portugal vai ter a pior campanha de cereais do último século. A falta de chuva também está a afetar as pastagens e a produção de fruta. Eduardo de Oliveira e Sousa, presidente da CAP, a confederação que representa as associações de agricultores, esteve na Edição da Noite para falar sobre o tema.

  • "Há uma grande diferença em relação à anterior liderança do PSD"
    14:29

    País

    O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, esteve esta quarta-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. As novas relações com o PSD e a reprogramação do Portugal 2020 foram alguns dos temas de conversa. Pedro Marques defende que existe "uma grande diferença" entre as lideranças de Passos Coelho e Rui Rio no PSD.

    Entrevista SIC Notícias