sicnot

Perfil

Mundo

Idosos não entendem sarcasmo e "levam a peito" alguns comentários

Os idosos são menos capazes de detetar o sarcasmo que as pessoas mais novas, o que pode afetar as suas relações com amigos e com a própria família, sugerem investigadores da Universidade de Aberdeen, no Reino Unido.

Reuters

Os investigadores da Universidade de Aberdeen trabalharam com equipas da Universidade de Genebra e da Universidade de Londres e concluíram que em regra, as pessoas com mais de 65 anos compreendem mal os comentários sarcásticos e interpretam-nos de forma demasiado literal.

No estudo, publicado na revista Developmental Psychology, foram mostrados exemplos de conversas e foi-lhes pedido que as interpretassem. A conclusão foi a de que os mais jovens e os adultos com menos de 65 anos eram significativamente melhores a identificar o sarcasmo que os mais velhos.

"Descobrimos que as pessoas mais velhas são piores a detetar o sarcasmo e mais propensas a tomar o sentido literal, do que os jovens e os adultos", explica Louise Phillips, docente de Psicologia que liderou a investigação.

"Decidir como interpretar uma afirmação depende do contexto, do tom de voz de quem fala e dua sua expressão facial. Como isso é interpretado pode obiamente afetar o resultado da conversa e determinar como as relações de desenvolvem", adianta.

No entanto, ressalva a investigadora, esta "inaptidão" pode ter alguns benefícios nalgumas situações, uma vez que o sarcasmo pode ser consirado nefasto.

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Donald Trump culpa imigrantes por ataque que nunca existiu
    1:01
  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.