sicnot

Perfil

Mundo

México diz que 80% dos criminosos mais perigosos deixaram de ser ameaça

O Presidente mexicano disse hoje que 80% dos criminosos mais perigosos do país deixaram de ser ameaça e que a detenção de "El Chapo" Guzmán acredita a coordenação das instituições a favor da segurança e do Estado de Direito.

© Edgard Garrido / Reuters

A detenção de Joaquín "El Chapo" Guzmán, o "criminoso mais procurado do mundo", acredita a coordenação das instituições mexicanas em favor da segurança e do Estado de Direito, afirmou Enrique Peña Nieto, numa mensagem a propósito do Ano Novo, transmitida pela televisão.

"Com esta ação, 98 dos 122 delinquentes mais perigosos já não representam uma ameaça para a sociedade", realçou.

Peña Nieto reconheceu que ainda existem "desafios", os quais o país está, no entanto, a enfrentar com "visão e determinação".

"Apesar do complexo ambiente internacional de alta volatilidade cambial e financeira, a economia mexicana tem estabilidade e está a crescer", disse, sublinhando que graças às reformas estruturais impulsionadas pelo seu Governo, o país está melhor preparado para "enfrentar e aproveitar esta conjuntura".

O Presidente mexicano elencou alguns resultados das reformas, como a revisão em baixa dos preços da gasolina e do 'diesel', desde 01 de janeiro, "pela primeira vez em 24 anos", bem como o novo corte nas tarifas de eletricidade das casas, lojas e indústrias do México.

Lusa

  • Imagens da operação militar que levou à recaptura de "El Chapo"
    1:48

    Mundo

    As imagens divulgadas esta segunda-feira pelo Governo mexicano são da operação militar que permitiu, na última semana, a recaptura de "El Chapo", um dos narcotraficantes mais procurados do mundo. Entretanto, soube-se também que a extradição para os Estados Unidos levará pelo menos um ano. Os advogados preparam os recursos legais e as autoridades temem já que "El Chapo" volte a fugir da prisão.

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.