sicnot

Perfil

Mundo

ONU avisa que sofrimento de Madaya "não tem comparação" com resto da Síria

O sofrimento na cidade cercada de Madaya, na Síria, "não tem comparação" com o que os trabalhadores humanitários encontraram no resto do país, considerou hoje um responsável das Nações Unidas que se deslocou ao local.

Reuters

"O que vimos é horrível, não havia vida. Tudo estava muito quieto. Informações credíveis indicam que pessoas morreram à fome (...). O que vimos em Madaya não tem comparação (...) em relação a outras partes da Síria", declarou o representante do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), Sajjad Malik, em teleconferência a partir de Damasco.

Malik adiantou que as crianças eram obrigadas a arrancar erva para sobreviver e que praticamente não tinham mais nada para comer do que água com especiarias.

Um comboio de ajuda humanitária entrou hoje pela primeira vez desde outubro em Madaya, cercada há seis meses pelas forças do regime de Damasco. Está prevista a chegada de outros comboios nos próximos dias, disse Malik.

De acordo com as primeiras estimativas, entre 300 e 400 pessoas precisam de ajuda médica de emergência.

Foua e Kafraya, duas outras localidades sírias, cercadas pelos rebeldes, também puderam ser reabastecidas hoje.

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.