sicnot

Perfil

Mundo

Dezenas de detenções na Turquia após ataque em Istambul contra turistas alemães

As autoridades turcas anunciaram hoje que detiveram mais cinco suspeitos na sequência do atentado bombista suicida de terça-feira reivindicado pelo Daesh e que vitimou dez turistas alemães no centro histórico de Istambul.

© Murad Sezer / Reuters

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, disse que quatro suspeitos foram hoje detidos ao serem relacionados com o ataque. Antes, o ministro do Interior, Efkan Ala, já tinha anunciado a prisão de uma pessoa na terça-feira, também eventualmente relacionada com o atentado.

Nos últimos dias, as forças de segurança turca prenderam 74 suspeitos de ligações ao grupo extremista, apesar de não ser óbvia uma relação direta com o atentado de Istambul, referiram os media estatais.

Ancara disse hoje que o ataque foi perpetrado por um sírio de 28 anos filiado no Daesh que tinha recentemente entrado na Turquia como migrante, e proveniente da Síria.

Davutoglu disse que o bombista não estava incluído em nenhuma lista de suspeitos, mas foi registado como um dos 2,2 milhões de sírios que já atravessaram a fronteira com a Turquia, em fuga da guerra civil que se prolonga há quase cinco anos.

"Esta pessoa não foi seguida [como suspeito]. Esta pessoa entrou na Turquia como um migrante comum", disse Davutoglu. "Todas as suas ligações serão agora investigadas".

A Turquia, que vinha sendo acusada de ausência de firmeza face ao Daesh, desencadeou nos últimos meses diversas operações contra células 'jihadistas' que operam no seu território e efetuou centenas de detenções.

Entre os 74 detidos nos dois últimos dias, incluem-se 16 pessoas suspeitas de estarem a preparar um grande atentado em Ancara, disse hoje a agência Anatolia.

Hoje, três outros suspeitos do Daesh, todos de nacionalidade russa, foram detidos na estância de Antalya, no sul. Em Adana, uma grande cidade também no sul do país, foram detidas outras 17 pessoas, incluindo mais três russos, e ainda tajiques, afegãos e um cidadão sueco.

Lusa

  • Seca contribui para a redução de nutrientes no mar e está a afetar a pesca
    2:11
  • Francisco George toma posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa

    País

    O ex-diretor-geral da Saúde, Francisco George toma hoje posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa. Em entrevista à Lusa, manifestou a intenção de criar uma unidade para abastecimento de água potável e redução dos problemas de saneamento em catástrofes como os incêndios deste verão. Além disso, em nome da transparência, vai tornar públicas as contas do organização, incluindo os donativos.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44