sicnot

Perfil

Mundo

Embaixada alerta portugueses para evitarem centro de Jacarta

A embaixada de Portugal na Indonésia lançou um aviso aos cidadãos portugueses para evitarem deslocações ao centro de Jacarta, onde hoje ocorreram vários ataques à bomba, provocando pelo menos cinco mortos.

© Beawiharta Beawiharta / Reute

"Sugere-se a todos os nacionais portugueses que evitem deslocações nos arredores de Budaran HI, em concreto no Shopping Mall Sarinah, que se encontra na Jalan Thamrin, na sequência de uma série de ataques com armas de fogo e explosivos que ali ocorreram", lê-se na comunicação emitida pela embaixada aos portugueses.

A representação portuguesa alerta que "todos os movimentos devem ser reduzidos ao mínimo indispensável, pois há bloqueios em várias vias de acesso a Jacarta Central/Menteng e diz-se poderem estar ainda a ter lugar atos terroristas".

A embaixada recomenda ainda aos portugueses que evitem "entrar em centros comerciais", designadamente nas áreas centrais da cidade.

"Segundo nos informaram, a polícia encontra-se em perseguição de atacantes armados de elevada perigosidade", remata o comunicado da embaixada, que fica situada a cerca de 1,5 quilómetros do local dos ataques.

Também a representação brasileira na capital indonésia aconselhou, na sua página de Facebook, "a todos os membros da comunidade brasileira que evitem locais com grande afluência de público e que procurem restringir seus deslocamentos por vias públicas".

Pelo menos cinco pessoas, entre eles dois polícias, morreram hoje num conjunto de ataques à bomba próximo de um centro comercial no centro da capital indonésia, segundo a agência indonésia Antara.

As explosões ocorrem numa altura em que a Indonésia continua em estado de alerta máximo, implementado no Natal e Ano Novo, por temer atentados terroristas.

Em dezembro, a polícia tinha identificado 13 zonas do arquipélago vulneráveis e potenciais ataques nos meses seguintes, incluindo a capital Jacarta e a ilha turística de Bali.

Polícias e militares, agências governamentais, embaixadas, hotéis e centros comerciais foram identificados como potenciais alvos dos ataques, tendo o chefe nacional da polícia indonésia, general Badrodin Haiti, confirmado haver indícios de que estavam a ser planeados atentados.

Lusa

  • Dezenas de explosões em Jacarta, pelo menos sete mortos
    1:07

    Mundo

    As autoridades indonésias garantem que já terminaram os ataques no centro de Jacarta apesar dos alegados terroristas estarem em fuga. Sete pessoas morreram, incluindo cinco atacantes, em quase uma dezena de explosões. Não há ainda confirmação sobre a autoria dos rebentamentos mas o Presidente indonésio não duvida que são "atos terroristas" para espalhar o medo e o caos no país.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".