sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos um vencedor da lotaria com maior jackpot dos EUA

Pelo menos uma pessoa acertou nos números da lotaria com o maior prémio da história dos Estados Unidos: 1.500 milhões de dólares (mais de 1.300 milhões de euros).

reuters

Apesar de poder haver mais apostadores, há pelo menos um boletim com os números da sorte que foi vendido numa loja 7-Eleven de Chino Hills, no sul do estado da Califórnia, segundo os responsáveis.

A lotaria Powerball joga-se em 44 estados dos Estados Unidos, em Porto Rico e nas ilhas Virgens e conta com dois sorteios semanais: à quarta-feira e ao sábado.

Quem acertar na sequência de seis números, pode escolher entre receber o dinheiro de uma só vez, o que implica impostos muito elevados, ou em parcelas anuais ao longo de 29 anos.

Se não aparecerem mais vencedores, o atual pode arrecadar o prémio na totalidade (1.500 milhões em pagamentos anuais durante 29 anos ou encaixar de imediato 980 milhões de dólares, sempre antes de impostos).

Além do vencedor, na Califórnia (o estado mais povoado do país), também foram vendidos outros 12 boletins em que até cinco números coincidem com os premiados.

O valor, qualificado como um recorde mundial, está a gerar uma "febre" entre os apostadores americanos, mas também dos países vizinhos Canadá e México.

Nenhuma pessoa tinha conseguido acertar nos seis números que compõem o prémio desde 04 de novembro do ano passado, ou seja, durante 19 sorteios consecutivos.

As probabilidades de ganhar este prémio são de um para 292,2 milhões, segundo a página oficial na Internet do Powerball.

Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.