sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos um vencedor da lotaria com maior jackpot dos EUA

Pelo menos uma pessoa acertou nos números da lotaria com o maior prémio da história dos Estados Unidos: 1.500 milhões de dólares (mais de 1.300 milhões de euros).

reuters

Apesar de poder haver mais apostadores, há pelo menos um boletim com os números da sorte que foi vendido numa loja 7-Eleven de Chino Hills, no sul do estado da Califórnia, segundo os responsáveis.

A lotaria Powerball joga-se em 44 estados dos Estados Unidos, em Porto Rico e nas ilhas Virgens e conta com dois sorteios semanais: à quarta-feira e ao sábado.

Quem acertar na sequência de seis números, pode escolher entre receber o dinheiro de uma só vez, o que implica impostos muito elevados, ou em parcelas anuais ao longo de 29 anos.

Se não aparecerem mais vencedores, o atual pode arrecadar o prémio na totalidade (1.500 milhões em pagamentos anuais durante 29 anos ou encaixar de imediato 980 milhões de dólares, sempre antes de impostos).

Além do vencedor, na Califórnia (o estado mais povoado do país), também foram vendidos outros 12 boletins em que até cinco números coincidem com os premiados.

O valor, qualificado como um recorde mundial, está a gerar uma "febre" entre os apostadores americanos, mas também dos países vizinhos Canadá e México.

Nenhuma pessoa tinha conseguido acertar nos seis números que compõem o prémio desde 04 de novembro do ano passado, ou seja, durante 19 sorteios consecutivos.

As probabilidades de ganhar este prémio são de um para 292,2 milhões, segundo a página oficial na Internet do Powerball.

Lusa

  • José Eduardo dos Santos há 38 anos no poder
    2:42

    Mundo

    José Eduardo dos Santos foi o segundo Presidente com mais tempo de liderança a nível mundial, quase 38 anos. Este ano, anunciou que não voltaria a concorrer às eleições, mas mantêm-se, por enquanto, como presidente do MPLA. No dia em que os angolanos foram às urnas para escolher o seu sucessor, apresentamos a vida de José Eduardo dos Santos.

  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.