sicnot

Perfil

Mundo

Al-Qaeda reivindica ataque a hotel na capital no Burkina Faso

A Al-Qaeda no Magrebe Islâmico reivindicou a autoria do ataque ao hotel Splendid e ao café-restaurante Cappuccino, ocorrido na sexta-feira na capital do Burkina Faso, segundo o sítio na internet especializado nestes movimentos SITE.

Disparos e explosões foram ouvidos na noite de sexta-feira, provenientes daquele hotel e café-restaurante de Ouagadougou, com a embaixada francesa a ter já classificado a ação como um "ataque terrorista".

Cerca de 10 veículos estavam a arder na rua que separa o hotel do café, ambos frequentados por colaboradores da Organização das Nações Unidas e ocidentais e situados numa área central da cidade e relativamente perto do seu aeroporto internacional.

Testemunhas adiantaram que os atacantes ainda estão no hotel de 147 quartos e se podem ouvir trocas de tiros entre estes e as forças de segurança.

O ataque ocorre menos de dois meses depois de um ataque ao Radisson Blu Hotel, em Bamako, a 20 de novembro, ter causado a morte a 20 pessoas, 14 das quais estrangeiras.

No último mês, Roch Marc Christian Kaboré, de 58 anos, tomou posse como Presidente do Burkina Faso, tornando-se o terceiro civil a assumir o cargo entre os nove chefes de Estado que o país teve desde que, em 1960, se tornou independente da França.

Com Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.