sicnot

Perfil

Mundo

Ataque no Burkina Faso fez 23 mortos de 18 nacionalidades

Ataque no Burkina Faso fez 23 mortos de 18 nacionalidades

Um grupo de 5 terroristas entrou primeiro num café na capital do Burkina Faso ontem à noite e disparou sobre as pessoas que se encontravam no interior. Os terroristas refugiaram-se depois num hotel e fizeram mais de uma centena de reféns. Pelo menos 27 pessoas de 18 nacionalidades morreram. O ataque já foi reivindicado pela Al-Qaeda.As operações de resgate foram levadas a cabo pelo exército do Burkina Faso com a ajuda das forças especiais francesas.4 terroristas foram mortos. O quinto conseguiu fugir e está a ser procurado por toda a capital.

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

    Em desenvolvimento

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.