sicnot

Perfil

Mundo

Libertados 21 mexicanos raptados por um grupo armado no Estado de Guerrero

Foram libertados os 21 mexicanos que tinham sido raptados há uma semana por um grupo armado, no violento Estado de Guerrero, onde grande parte dos raptos acaba em morte.

© Henry Romero / Reuters

O grupo foi encontrado numa estrada secundária, todos de olhos vendados. Às autoridades disseram apenas que andaram dias a pé e que apenas lhes foi dito que iriam ser libertados porque o grupo era de auto-defesa e não uma rede criminosa.


Dezassete dos 21 raptados foram interceptados há precisamente uma semana, a caminho de um casamento. Pelo menos duas pessoas foram assassinadas no local, à queima roupa e uma outra aparaceu morta na última quarta-feira.


Dois dias depois foram raptados outros 5 professores, incluindo o diretor de um liceu que acabou por morrer, vítima de um ataque de asma no dia do rapto.


O estado de Guerrero é conhecido pela violência armada, pela corrupção e pelo tráfico de droga. Foi precisamente nesta zona que mais de 40 professores estagiários desapareceram, há um ano. Suspeita-se que tenham sido massacrados num caso que despoletou uma vaga de protestos contra a violência no México.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.