sicnot

Perfil

Mundo

Dez suspeitos indiciados na Turquia pelo atentado de Istambul

Um tribunal de Istambul indiciou e determinou hoje a detenção de dez suspeitos, por "pertencerem a uma organização terrorista", em ligação ao atentado suicida de terça-feira, em Istambul, atribuído ao Daesh, que vitimou dez turistas alemães.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Murad Sezer / Reuters

Seis outros suspeitos também compareceram perante o juiz antes de serem libertados, precisou a agência noticiosa Dogan.

Na manhã de hoje, 16 pessoas foram indiciadas perante este tribunal, com os procuradores a pedirem que todos os suspeitos fossem acusados.

Na quinta-feira, o ministro turco do Interior, Efkan Ala, tinha anunciado sete detenções relacionadas com o ataque. Nenhum anúncio oficial foi divulgado posteriormente.

O atentado foi dirigido na manhã de terça-feira contra um grupo de turistas alemães, a algumas centenas de metros da basílica de Hagia Sophia (Santa Sofia) e da Mesquita azul, dois dos monumentos mais visitados na megalópole turca.

Segundo as autoridades turcas, foi perpetrado por um sírio de 28 anos, identificado pelos media como Nabil Fadli, que, segundo o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, é "membro" do grupo 'jihadista' EI, e que entrou em território turco proveniente da Síria como "simples migrante".

No ataque ficaram ainda feridas 17 pessoas.

Na sequência de diversos atentados mortíferos, as autoridades turcas têm multiplicado as operações de controlo nos meios 'jihadistas' e reforçaram o controlo das fronteiras para tentar suster o fluxo de recrutas estrangeiros que se juntam ao Daesh, na Síria.

A Turquia, que vinha sendo acusada de complacência face aos rebeldes radicais, em guerra contra o regime de Damasco, decidiu juntar-se no verão à coligação internacional 'anti-jihadista'.

Com Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.