sicnot

Perfil

Mundo

Estudo revela que aquecimento global atinge profundamente os oceanos

Nas últimas duas décadas, os oceanos absorveram tanto calor resultante do aquecimento global como haviam absorvido durante os últimos 130 anos, revela um estudo hoje publicado.

© Stephane Mahe / Reuters

Essa absorção acelerada, que tem ajudado a manter os habitats humanos frios, a longo prazo pode ser uma bomba-relógio que afeta o estado do tempo e o clima a nível global, alertam os cientistas.

"Metade do total de calor acumulado pelos oceanos desde 1865 foi absorvido após 1997", ou seja, nos últimos 19 anos, segundo a equipa de investigadores, liderada por Peter Gleckler, do Laboratório Nacional Laurence Livermore, na Califórnia.

Um terço dessa acumulação de calor verificada nos anos mais recentes ocorreu a uma profundidade de 700 metros ou mais, fora do alcance da luz solar, o que pode explicar a aparente pausa no aquecimento que se observava na superfície do mar desde o final do século XX e que foi interpretada como uma desaceleração do aquecimento global.

As conclusões da investigação integram o mais recente número da publicação científica Nature Climate Change e resultam sobretudo de mecanismos de observação, tendo os primeiros dados sido recolhidos no século XIX pela expedição HMS Challenger, da Britain's Royal Society, entidade frequentemente descrita como tendo lançado as bases da oceanografia moderna.

Quanto aos registos mais recentes, foram obtidos por navios e - no caso das medições até 2.000 metros de profundidade - através das denominadas boias Argo espalhadas pelos oceanos.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas