sicnot

Perfil

Mundo

Hillary Clinton rejeita envio de tropas para a Síria e Iraque

A ex-secretária de Estado e pré-candidata democrata à Presidência dos EUA Hillary Clinton manifestou-se contra o envio de tropas para a Síria e Iraque para combater o grupo extremista Daesh, durante um debate no domingo.

A ex-secretária de Estado e pré-candidata democrata à Presidência dos EUA Hillary Clinton manifestou-se contra o envio de tropas para a Síria e Iraque para combater o grupo extremista Estado Islâmico.

A ex-secretária de Estado e pré-candidata democrata à Presidência dos EUA Hillary Clinton manifestou-se contra o envio de tropas para a Síria e Iraque para combater o grupo extremista Estado Islâmico.

© Randall Hill / Reuters

"Absolutamente não", respondeu Clinton, quando questionada sobre o assunto durante o último debate entre os pré-candidatos democratas, em Charleston.

Clinton sublinhou que o seu plano não inclui "forças no terreno", mas apenas ataques aéreos da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos que está a combater o Estado Islâmico.

"Acredito que temos de interromper a sua cadeia de recrutamento de combatentes estrangeiros e de [angariação] de dinheiro vindo do estrangeiro. E temos de os combater na Internet", destacou.

O seu principal rival, o senador Bernie Sanders, também assinalou a sua oposição à presença de "tropas norte-americanas em guerra perpétua" e sublinhou que a "grande prioridade" na Síria é "destruir o Estado Islâmico".

Já o terceiro aspirante a candidato democrata, Martin O'Malley, apelou à criação de "alianças internacionais" para reforçar a luta contra os extremistas.

O debate, transmitido no canal NBC, acontece 15 dias antes do 'caucus' (assembleias populares) no estado do Iowa, a 01 de fevereiro, que representa o início das eleições primárias no país.

Lusa

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.