sicnot

Perfil

Mundo

Agência Internacional da Energia Atómica prevê complicações no acordo com o Irão

Depois das negociações concluídas com Teerão, os Estados Unidos levantaram as sanções mas para o chefe da Agência Internacional da Energia Atómica (AIEA) implementar o acordo vai ser tão difícil quanto foi alcançá-lo.

Diretor geral da Agência Internacional de Energia Atómica, Yukiya Amano (Reuters)

Diretor geral da Agência Internacional de Energia Atómica, Yukiya Amano (Reuters)

© Heinz-Peter Bader / Reuters

No organismo das Nações Unidas, com sede em Viena, estiveram reunidos os chefes da diplomacia da União Europeia, dos Estados Unidos e do Irão para dar seguimento às conversações. Esta terça-feira, a nota que é deixada pelo diretor geral, Yukiya Amano, é de que vão ser precisos mais esforços de todas as partes e espírito de cooperação para que o processo dê certo.


Esta terça-feira também, em Washington, a administração Obama pressionou o Irão para que dê informações sobre o agente do FBI Robert Levinson, desaparecido há 9 anos e que não estava no grupo de prisioneiros trocados no último fim-de-semana entre o Irão e os Estados Unidos.
A Casa Branca disse acreditar que Levinson já não se encontra no Irão.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.